Les Demoiselles d’Avignon – a obra de Picasso que consolidou o Cubismo

Newsletter

Les Demoiselles d’Avignon, de Pablo Picasso, é uma das pinturas mais conhecidas desse pintor espanhol e uma das mais famosas do mundo.

No artigo de hoje, conheça mais sobre a obra que consolidou o Cubismo.

Les demoiselles d'Avignon

Cinco mulheres em um espaço distorcido: esse certamente é um dos retratos mais associados ao pintor espanhol Pablo Picasso e ao Cubismo.

O movimento de vanguarda que transformou a arte moderna.

Aprenda mais sobre O Cubismo no curso online Compreender a Arte Cubista.

Em 1907, Picasso apresentou a alguns amigos mais próximos, e também artistas, a pintura Les Demoiselles d’Avignon.

Com isso, chocou os colegas, que consideraram o trabalho “uma coisa louca e monstruosa” e ao mesmo tempo, “uma revolução.”

Quem foi Pablo Picasso

Pablo Picasso nasceu em Málaga, na Espanha, em 1881, mas aos 19 anos se mudou para a França, para estudar arte, o que era comum na época, pois Paris era considerada a capital artística do mundo.

Seu interesse se voltou para o primitivismo e para a obra de Paul Cézanne, que influenciou muito sua pintura e o cubismo, em seguida.

Pablo Picasso em seu ateliê. Fonte: Wikimedia Commons

Pablo Picasso em seu ateliê. Fonte: Wikimedia Commons

A fase azul

O começo de sua carreira foi marcado pela representação de personagens melancólicos, produzidos em tons azulados suaves, o que deu a esse período o nome de Fase Azul.

Seus principais temas são as pessoas, especialmente aquelas que viviam às margens da sociedade parisiense: bêbados, mendigos, prostitutas…

Absinthe Drinker, 1901. Fonte: Wikiart

Absinthe Drinker, 1901. Fonte: Wikiart.

Mulher bêbada cansada, 1903. Fonte: Wikiart

Mulher bêbada cansada, 1903. Fonte: Wikiart.

O violeiro cego, 1903. Fonte: Wikiart

O violeiro cego, 1903. Fonte: Wikiart.

A Fase Rosa

A partir de 1905, Picasso utiliza uma paleta mais leve, com tons de rosa e laranja como predominantes.

Essa fase ficou conhecida como a Fase Rosa do artista, e nela, Picasso representou principalmente artistas de circo.

Pode ler mais sobre as fases azul e rosa neste artigo.

No Lapin Agile (Arlequin com taça), 1905. Fonte: Wikiart

No Lapin Agile (Arlequin com taça), 1905. Fonte: Wikiart.

Família de acrobatas com macaco, 1905. Fonte: Wikiart

Família de acrobatas com macaco, 1905. Fonte: Wikiart.

Acrobata e jovem arlequin, 1905. Fonte: Wikiart

Acrobata e jovem arlequin, 1905. Fonte: Wikiart.

A partir de 1907, junto com Georges Braque, que Picasso começou a levar a representação fragmentada e a exploração das figuras geométricas a um nível extremo, e assim surge o Cubismo.

Aprenda mais sobre as vanguardas artísticas

Picasso e o Cubismo – Les Demoiselles d’Avignon

Les Demoiselles d’ Avignon levou mais de um ano para ser concluído, e durante todo esse tempo, Picasso não deixou que ninguém visse seu trabalho.

O quadro, que tem mais de dois metros de altura, representa cinco mulheres, prostitutas em um bordel de Barcelona.

Picasso apresenta imagens distorcidas em um ambiente igualmente distorcido.

As duas mulheres ao centro, com os braços para cima, olham desafiadoramente para a frente, encarando o observador.

Les demoiselles d'Avignon detalhe 1

Embora elas olhem para frente, repare que os narizes estão de perfil.

Ambas formam um tipo de contraste com as outras três figuras, pois seus rostos são mais suaves, e de certa forma, mais realistas.

As máscaras africanas e Les Demoiselles d’Avignon

As outras figuras de Les Demoiselles d’Avignon têm o rosto como de máscaras, e foi delas mesmo que Picasso obteve sua inspiração.

No mesmo ano em que concluiu as pinturas, ele viu as máscaras africanas pela primeira vez.

Estas máscaras eram usadas em rituais sagrados , que expressavam a vida e a morte, em que as feições humanas eram representadas de um modo simbólico.

Na época em que o Cubismo surgiu, a França estava colonizando a África, de modo que a mídia da época estava repleta de histórias e objetos considerados “exóticos”.

Para criar as máscaras em suas figuras, Picasso se baseou em máscaras cerimoniais dos dogon, um grupo étnico do Mali, conhecidos por suas danças mascaradas e esculturas.

Para saber mais sobre a influência da arte africana no cubismo leia o artigo.

Les demoiselles d'Avignon

Entre as figuras com máscaras que encontramos em Les Demoiselles d’Avignon , é a moça agachada a que tem o aspecto mais cubista do grupo, por assim dizer.

Note que, embora seu rosto esteja de frente para o espectador, ela está sentada de costas.

Essa mudança anatômica que faz com que várias partes do corpo possam ser vistas, de um jeito não naturalista, é uma característica bem marcante do cubismo.

Les demoiselles d'Avignon detalhe 2

As duas mulheres de pé, nas extremidades, puxam uma cortina, e a da esquerda, da cintura pra baixo, parece ela mesma se tornar também um tecido.

Por fim, repare as frutas na parte inferior do quadro, que se projetam de modo análogo às mulheres.

Essas frutas faziam parte da versão anterior desse trabalho, que incluía dois homens (um marinheiro e um estudante), mas que Picasso optou por retirar.

Pintura das Vanguardas: Fauvismo, Expressionismo, Cubismo e Futurismo

Curso online | Acesso 24/24 horas por tempo ilimitado

A influência de Cézanne em Les Demoiselles d’Avignon

Les Demoiselles d’Avignon é considerado um dos trabalhos mais radicais de Picasso.

Embora o tema fosse comum – um grupo de mulheres nuas – o tratamento dado às figuras foi excepcional naquele momento.

Além das máscaras, que tiveram um forte efeito sobre a versão final da pintura, Picasso também obteve inspiração das obras de Paul Cézanne.

Sobre as máscaras, Picasso declarou:

As máscaras eram objetos mágicos… Elas iam contra tudo – contra desconhecidos espíritos ameaçadores… Eu também sou contra tudo.

A respeito de Cézanne, Picasso disse: “Foi meu único mestre”.

De fato, na obra Les Demoiselles d’Avignon a influência de Cézanne é notável, especialmente quando comparada à obra As Banhistas, de 1875.

As Banhistas, de Paul Cezanne, 1875. Fonte: Wikiart

As Banhistas, de Paul Cezanne, 1875. Fonte: Wikiart

Dá para notar que a obra de Cézanne inspirou a composição de Picasso, especialmente as poses das figuras e o formato angular.

As opiniões sobre o quadro de Picasso, que alternaram entre “monstruosidade” e “revolução”, fizeram com que o artista o deixasse de lado por vários anos.

Entretanto, continuou criando novas formas de representar temas tradicionais.

Rute-Ferreira

Rute Ferreira

Sou professora de Arte, com formação em Teatro, História da Arte e Museologia. Também sou especialista em Educação à Distância e atuo na educação básica. Escrevo regularmente no blog do Citaliarestauro.com e na Dailyartmagazine.com.  Acredito firmemente que a história da arte é a verdadeira história da humanidade.

Conheça os cursos e e-books da autora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu