Influência da arte africana no cubismo

A influência da arte africana no cubismo e noutros movimentos de vanguarda.

 

Texto: Manuela TenreiroDoutorada em História da Arte pela School of Oriental and African Studies, linha de pesquisa em Artes e Culturas da Diáspora Africana (2008)... “Saiba mais

Curso Online ARTE AFRICANA

Imagem de capa: Les Demoiselles d’Avignon, Pablo Picasso, 1907 (Museu de Arte Moderna, Nova Iorque) Fonte:https://en.wikipedia.org/wiki/File:Les_Demoiselles_d%27Avignon.jpg


Contexto histórico

A partir de meados do século XIX, novas gerações de artistas na Europa começam a rejeitar a estética tradicional e arte africanaclássica, em busca de formas mais abstratas de representação.

As transformações sociais e as revoluções políticas, em particular na França, já anunciavam um rompimento com o passado que viria a ser refletido na arte e que teve início com o movimento impressionista.

Paris tornou-se a capital cultural onde afluíam artistas de toda a Europa e continente Americano. E como capital de uma potência colonizadora também, Paris era um símbolo do poder político da França no mundo, uma cidade esplendorosa onde o espólio colonial era exibido em museus, galerias de arte, coleções particulares, salões artísticos e academias científicas.

Uma exposição que teria uma influência enorme nos movimentos de Arte Moderna, em particular o Fauvismo e o Cubismo.

A arte africana no cubismo

Entre estes artistas estava o jovem Pablo Picasso. O seu interesse e curiosidade pela arte Africana foram estimulados  por visitas constantes ao Trocadero onde se terá deparado com esculturas do Congo e máscaras da África ocidental, como as máscaras da cultura Dan denominadas Gle concebidas como encarnações de seres espirituais chamados para benefício da comunidade.

arte africana no cubismo mascara gle

Máscara Gle, cultura Dan, século XIX Libéria

Fonte:https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/9/9d/Brooklyn_Museum_80.244_Dean_Gle_Mask.jpg

Da mesma forma que os colecionadores nada sabiam destes contextos em que a arte africana era criada, Derain, Picasso, e os outros pintores modernistas, não tinham conhecimentos sobre a cultura dos povos africanos e da funcionalidade social dos objetos que tanto admiravam.

O seu interesse era puramente formalista. E a influência da arte africana no cubismo igualmente formal.

A arte africana oferecia as estratégias de representação abstrata que procuravam para criar uma nova linguagem visual modernista que rompesse radicalmente com as estéticas anteriores. E para Pablo Picasso essa linguagem foi o Cubismo.

A influência das máscaras nas faces de Les Demoiselles d’Avignon é apontada como o mais flagrante exemplo dessa força estética africana de onde Picasso bebeu.

Les Demoiselles d'Avignon

Les Demoiselles d’Avignon, Pablo Picasso, 1907 (Museu de Arte Moderna, Nova Iorque)


No curso online Arte Africana fique a conhecer

Arte Rupestre – Enquadramento

1. A Gruta de Blombos: o primeiro estúdio artístico da humanidade

2. A arte dos San na África do Sul

3. A Zona de Arte Esquemática dos Pigmeus e a ‘Ilha’ Sandawe

4. As Rochas Gongo da Nigéria

5. Quando o Saara era Verde

As Primeiras Civilizações 

1. Os Primeiros Centros Urbanos do Nilo

2. A Formação do Egito

3. O Reino de Kush

4. Culturas “de Ferro” no Vale do Níger

5. A Expansão dos Povos Bantu

Islão e Cristianismo

1.  Axum e a Etiópia Cristã

2. O Cristianismo Oriental na Núbia

3. A Expansão do Islão na África do Norte

4. O Islão na Costa Swahili

5. O Kongo Católico e os Portugueses

1. Impérios da África Ocidental

2. Reinos e Culturas Bantu

3. Sultanatos Islâmicos e o Reino da Etiópia

4. Dos Gabinetes de Curiosidades aos Museus de História Natural

5. A influência da Arte Africana na Arte Moderna

Curso Arte Africana

conheça a história da arte africana desde a arte rupestre à época moderna

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu