Impressionismo – as 6 principais as caraterísticas do movimento impressionista

O impressionismo teve a sua origem nos anos 60 do Sec. XIX e afirmou-se de forma clara na Exposição de 1874.

O Impressionismo

Arte Análise de ArteConstitui um movimento de ruptura relativamente aos cânones académicos contrapondo a estes a pintura feita nos locais, ao ar livre e a captação das variações de luz e cores da Natureza.

Os artistas procuram libertar-se  da simetria e dos conceitos geométricos, passando a obedecer à sua própria perceção sensorial no momento da criação.

O movimento impressionista é assim, e acima de tudo, a afirmação da liberdade de expressão individual do artista.

É por esta razão que quando definimos as caraterísticas da pintura impressionista e analisamos algumas obras dos artistas normalmente integrados neste movimento podemos ter alguma dificuldade de “arrumação”; por vezes obras de artistas definidos como impressionistas não contêm as caraterísticas que em história de arte estabelecemos como definidoras deste movimento.

Mas é esta afinal a essência do movimento impressionista: a liberdade individual.

6 Caraterísticas que definem o impressionismo

Vamos fazer um breve percurso por aquelas que são consideradas as principais caraterísticas da pintura impressionista.

Captar o momento

A pintura deveria ser capaz de captar o momento, o instante modelado pela luz e pelo movimento.

Monet Impressão Nascer do Sol

“Impressão, nascer do Sol”, Claude Monet

wikipedia.org/wiki/Claude_Monet#/media/File:Claude_Monet,_Impression,_soleil_levant,_1872.jpg

 

Luz e cor

As figuras mudam de cambiante conforme o momento do dia e a incidência da luz.

São conhecidas as séries de pinturas de Claude Monet com a mesma paisagem em vários momentos do dia.

impressionism 2

Parlamento inglês, Londres, Claude Monet

 

Pintura ao ar livre

Privilegiavam a pintura realizada em exterior, ao ar livre, que permitia a captação das variações de cor da Natureza. Os temas preferidos eram temas sobre a Natureza, sobretudo paisagens.

Monet

“Monet pintando no seu barco”, Edouard Manet

http://warburg.chaa-unicamp.com.br/obras/view/2057

Ausência de desenho

As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens.

impressionismo 1

Berthe Morisot, “A filha da artista com a sua ama”. Detalhes dos contornos das figuras sem desenho

en.wikipedia.org/wiki/Berthe_Morisot#/media/File:Morisot_TheArtistsDaughterJulieWithHerNanny_MIA_9640.jpg

 

Sombras

As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como  a impressão visual que nos causam; não escuras ou pretas. A ausência de preto é outra das caraterísticas apontadas à pintura impressionista.

Assim, os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos recorrendo a cores complementares e não ao jogo de claro / escuro.

Cores 

As cores e tons não devem ser obtidas pela mistura das tintas na paleta.  Devem ser puras e dissociadas nos quadros em pinceladas soltas. As cores e tons passam a ser apropriadas pelo observador. A construção das tonalidades passa a ser fundamentalmente óptica.

impressionism detail

Impressão, nascer do Sol, detalhe


O Impressionismo – pinturas de luz e cor

E-book interativo

Sobre a exposição de 1874

Com um aspeto de pintura ainda a ser completada e com temas que iam da natureza aos hábitos da vida quotidiana, o impressionismo é o primeiro grande movimento de vanguarda da arte moderna.

A história do movimento é uma das mais interessantes da história da arte:

em 1874, um grupo de artistas, entre os quais Claude Monet (1840-1926), Auguste Renoir (1841-1919) e Camille Pissarro (1830-1903), organizaram uma exposição no segundo andar do edifício Boulevard des Capucines, onde funcionava até então o estúdio do fotógrafo Félix Nadar.

Cerca de 3500 pessoas visitaram a exposição, entre elas o crítico de arte Louis Leroy (1812-1885), que foi ácido no seu comentário sobre as obras, em especial sobre a pintura Impressão, Nascer do Sol, de Monet. Leroy escreveu que qualquer papel de parede era mais bem acabado que aquela pintura, num artigo chamado A Exposição dos Impressionistas. E assim o grupo ficou – e ainda é – conhecido.

Um aspecto interessante sobre os impressionistas é que, diferentemente de alguns outros movimentos de vanguarda, eles formavam uma espécie de grupo coeso.

Conheça algumas das obras da Exposição do impressionismo de 1874

Conheça os cursos e e-books de História da Arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu