Berthe Morisot | uma das grandes artistas do impressionismo

Berthe Morisot foi um dos grandes vultos do impressionismo. Juntamente com Claude Monet, Paul Cézanne, Camille Pissarro, Pierre-Auguste Renoir, Alfred Sisley, Edgar Degas, entre outros fez parte do grupo de artistas que realizou em 1874 a primeira exposição impressionista, no estúdio do fotógrafo Nadar.

A artista Berthe Morisot marcou assim uma das grandes viragens artísticas do sec. XIX.

Berthe MorisotAutorretrato, Berthe Morisot, Musée Marmottan Monet, Paris, France, óleo sobre tela, 50 x 61 cm

https://www.wikiart.org/en/berthe-morisot/self-portrait-1885

Berthe expôs pela primeira vez os seus trabalhos – duas paisagens – no  Salão de Paris, em 1864, patrocinado História da artepela Académie des beaux-arts de Paris. Tinha apenas 23 anos.

A Exposição de 1874

A Exposição dos Impressionistas de 1874 marcou definitivamente a rutura com os cânones académicos.

Esta exposição independentes realizou-se em 1874 no atelier do fotógrafo Félix Nadar.

Claude Monet, Paul Cézanne, August Renoir, Alfred Sisley, Camille Pissarro, Berthe Morisot e Edgar Degas, são alguns entre 29 participantes.

Foi nesta exposição que nasceu a expressão “Impressionismo”. O crítico de arte Louis Leroy, com a intenção de menosprezar este novo tipo de arte, utilizou esta designação a partir da obra exposta de Claude Monet, Impressão, Nascer do Sol.

Berthe Morisot e o Impressionismo

As obras de Berthe Morisot enquadram as grandes linhas e princípios do movimento impressionista.

Conheça o movimento impressionista no artigo “Impressionismo – Quais as caraterísticas do movimento impressionista?

Captar o momento

A pintura deveria ser capaz de captar o momento, o instante modelado pela luz e pelo movimento.

Luz e cor

As figuras mudam de cambiante conforme o momento do dia e a incidência da luz.

Pintura ao ar livre

Privilegiavam a pintura realizada em exterior, ao ar livre, que permitia a captação das variações de cor da Natureza.

Berthe Morisot Caça de borboleta
Caça da borboleta, Museu do Impressionismo, Paris.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Berthe_Morisot#/media/File:Berthe_Morisot_Ca%C3%A7a_de_borboleta.jpg

Os temas preferidos eram temas sobre a Natureza, sobretudo paisagens.

Sombras

As sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como  a impressão visual que nos causam; não escuras ou pretas. A ausência de preto é outra das caraterísticas apontadas à pintura impressionista.

Assim, os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos recorrendo a cores complementares e não ao jogo de claro / escuro.

Cores

As cores e tons não devem ser obtidas pela mistura das tintas na paleta.  Devem ser puras e dissociadas nos quadros em pinceladas soltas. As cores e tons passam a ser apropriadas pelo observador. A construção das tonalidades passa a ser fundamentalmente óptica.

Ausência de desenho

As figuras não devem ter contornos nítidos, pois a linha é uma abstração do ser humano para representar imagens.

impressionismo 1

Berthe Morisot, “A filha da artista com a sua ama”. Detalhes dos contornos das figuras sem desenho

en.wikipedia.org/wiki/Berthe_Morisot#/media/File:Morisot_TheArtistsDaughterJulieWithHerNanny_MIA_9640.jpg

Pode saber mais sobre a artista carregando na ligação

Veja algumas das obras da Exposição de 1874

Aprenda mais sobre os movimentos que mudaram o rumo da arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu