DANAË (1907), de Gustave Klimt (1862-1918)

Gustave Klimt | Danaë

Gustave Klimt realizou esta pintura a óleo em 1907, retratando o mito de Danaë, mãe de Perseu.

Autora: Rute Ferreira

Mulheres e Mitologia 2

O supremo senhor do Olimpo, Zeus, era reconhecido pelas infidelidades frequentes à esposa, Hera. Muitas vezes, chegava a se disfarçar de outras figuras para realizar o intento de dormir com alguma bela jovem que chamasse sua atenção.

No caso de Danaë, entretanto, não foi o ciúme da deusa que o fez se metamorfosear em chuva de ouro, mas sim o pai da jovem, Acrísio.

Ao consultar o oráculo, soube que seria morto pelo neto, então cuidou de trancar a princesa numa torre, constantemente vigiada.

Sem possibilidade de possuí-la por vias normais, Zeus se transforma então em uma chuva de ouro e fecunda a moça por um orifício no teto da torre (há quem interprete essa leitura dizendo que, na verdade, Zeus subornou os guardas, daí a “chuva de ouro”). Dessa união nasce Perseu, o mesmo herói que mata Medusa e mais tarde salva Andrômeda.

Klimt, que foi um pintor simbolista austríaco, retratou o momento em que Danaë é tomada pelo senhor dos céus e líder do Olimpo. Ela está deitada, vista de lado, com o seio à mostra e as pernas levantadas, enquanto vem a chuva. Na representação klimtiana, a princesa não está acompanhada de outros elementos ou seres – como na homônima de Correggio – mas está sozinha, revelando um momento de total intimidade. Seus cabelos ruivos espalham-se pelos ombros e costas, e sua face com um leve rubor evidenciam o ato sexual e a excitação.

Ao lado dela, pode-se ver um fino tecido de seda, que pode ser uma lembrança da linhagem da moça.

A qualidade bidimensional da figura é uma das marcas mais relevantes do autor e sua opção em focar o ato sexual sem a presença de outrem, que não a própria Danaë, deixa claro a escolha pelo erótico do mito.

 

Para saber mais sobre Mitologia e História da Arte:


Mitologia Greco Romana
Historia da Arte

 

 

 

 

 

Newsletter

Subscreva a nossa newsletter

E receba informação atualizada sobre temas de história da arte e valorização do património.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu