caracteristicas das vanguardas europeias | rutura | provocação

Quais são as caracteristicas das vanguardas europeias ? Quais os denominadores comuns de movimentos artísticos aparentemente tão díspares?

Imagem de capa: Paisagem,  Amadeo de Souza-Cardoso, 1912 (conheça o Museu dedicado ao artista em Amarante, Portugal).

Texto: Yolanda Silva

As primeiras vanguardas

Ao longo das primeiras décadas do século XX, iniciam-se nas artes e na literatura correntes novas que, seguindo o legado do Impressionismo e do Pós-Impressionismo, procuram a continuação da exaltação da Modernidade.

Chamaram-se a estas novas correntes as Vanguardas – manifestações nas artes e literatura europeias que provocaram uma ruptura da Arte Moderna com aquela que era a tradição cultural dos séculos anteriores.

Coerentes com a nova atmosfera político-social, as novas vanguardas europeias destacaram-se pela sua radicalidade. 

O objectivo das vanguardas era harmonizar a criação estética com os avanços industriais e tecnológicos encetados no século XIX e que tiveram continuidade pelo século seguinte.

Tal como os Impressionistas e os Pós-Impressionistas, lutaram pela criação de uma nova estética. Contudo, a quebra de padrões, o afastamento dos cânones tradicionais e académicos e o constante questionamento fez com que conseguissem ir mais além que os seus antecessores.

Bahnhof Alexanderplatz 1904

Estação de caminhos-de-ferro de Alexanderplatz, em Berlim, em 1904

[siteorigin_widget class=”SiteOrigin_Widget_Cta_Widget”][/siteorigin_widget]

Os primeiros movimentos artísticos de vanguarda

A defesa pela transformação profunda das manifestações artísticas faz com que a experimentação seja prolífera e muito variada.

Assim, vamos assistir ao surgimento de vários movimentos em simultâneo (Fauvismo, Expressionismo, Cubismo, Futurismo, Abstracionismo, Dadaísmo, Surrealismo).

Quais são então as caracteristicas das vanguardas europeias

Quando pensamos nas caracteristicas das vanguardas europeias desde os movimentos surgidos no final do sec. XIX até aos movimentos e artistas de vanguarda contemporâneos a disparidade é enorme.

Existem, no entanto, alguns denominadores comuns.

Pensando nas caracteristicas das vanguardas europeias que surgiram com os movimentos acima mencionados. Vemos que todas as correntes acabam por partilhar vários aspectos entre si:

  • a reivindicação da total liberdade de criação estética;
  • a influência das novos conceitos científicos que vieram destronar o positivismo, substituindo-o pelo relativismo;
  • a ruptura com a pintura naturalista e os conceitos académicos;
  • a inspiração na arte primitiva de outros continentes (África, Ásia, Oceânia);
  • a procura de autenticidade e verdade intrínseca na arte;
  • o abandono das leis tradicionais da perspectiva;
  • o recurso a novas temáticas e técnicas para expressar emoções e formas de entender a realidade;
  • a utilização de cores puras, fortes e ousadas;
  • a introdução de materiais banais no mundo da arte;
  • a atribuição de uma funcionalidade às produções artísticas – perda do carácter de culto das elites, saindo dos Salões e museus para novos espaços, mais próximos do público geral.

Podemos dizer talvez que as grandes caracteristicas das vanguardas europeias residem na ruptura e na provocação.


[siteorigin_widget class=”Thim_Courses_Widget”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu