Mahatma Gandhi – como um punhado de sal abalou um Império.

Newsletter

30 de janeiro de 1948 | Mahatma Gandhi é assassinado por Nathuram Godse com 3 tiros.

Mahatma Gandhi foi uma das figuras mais marcantes do Sec. XX.

Mahatma Gandhi

Mudou o curso da história através de atos de desobediência pacifica e as suas ideias de não violência continuam a inspirar milhões de pessoas em todo o mundo.

A Marcha do Sal, em 1930, liderada por Gandhi de acordo com os principios da Satyagraha (*), foi um movimento impressionante.

Abalou o Império Britânico e abriu caminho à independência, em 1948, e deu origem à atual Índia, Paquistão e Bangladesh.


(*) termo hindi (सत्याग्रह) composto por duas palavras: Satya, que pode ser traduzida como verdade; e agraha que significa firmeza, constância. É uma filosofia desenvolvida por Gandhi tendo por principio a resistência civil não violenta.


Algumas das frases mais famosas de Mahatma Gandhi

“A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável.”

“Em cada dia a natureza produz o suficiente para a nossa subsistência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome.”

“As religiões são caminhos diferentes convergindo para o mesmo ponto. Que importância faz se seguimos por caminhos diferentes, desde que alcancemos o mesmo objetivo?”

“Nunca sabes que resultados virão da tua ação. Mas se não fizeres nada, não existirão resultados.”

Mahatma Gandhi

A Marcha do Sal

A Marcha do Sal foi um ato de desobediência civil promovido por Gandhi, em 1930. Foi um dos momentos mais importantes da sua longa campanha destinada a mobilizar a Índia contra o domínio colonial britânico.

Tratou-se de uma caminhada de cerca de 400 km, entre a capital do estado do Gujarat, Ahmedabad, e a vila costeira de Dandi.

Durou quase um mês, entre 12 de março e 5 de abril, ao longo da qual milhares de pessoas juntaram-se a Gandhi e aos seus 80 companheiros.

Foi uma marcha pacífica e não-violenta, mas o seu objetivo era considerado subversivo pelas autoridades: no dia 6 de abril, pela manhã, Gandhi pegou num punhado de lama salgada e ferveu-a, obtendo sal, o que era ilegal segundo a legislação britânica.

Foi nesse momento que proferiu uma célebre frase: “com isto, estou a abalar as fundações do Império Britânico”.

  • E teve sucesso?

A Marcha do Sal foi um sucesso porque obteve uma enorme adesão por parte da população da Índia. O seu exemplo foi repetido pelos seus seguidores, não apenas no Gujarat mas em todo o subcontinente indiano, tanto na costa ocidental como na costa oriental.

Subitamente, e no espaço de poucos dias, milhões de pessoas estavam a fazer sal e a vendê-lo abertamente nos bazares e nos mercados, num claro e gigantesco desafio às autoridades britânicas.

Não era possível prender toda a gente que infligia a proibição oficial de fazer e vender sal. As autoridades ficaram confusas e sem saber como reagir perante um desafio deste teor, simultaneamente gigantesco e pacífico.

Era, precisamente, este o objetivo das campanhas de desobediência promovidas por Gandhi.

A reação foi, por vezes, violenta, houve repressão e prisões em massa, e o próprio Mahatma Gandhi foi preso.

  • E que consequências teve?

O objetivo da Marcha era mobilizar o apoio das populações e uni-las em torno de um objetivo comum, através de atos simples de desobediência pacífica.

Aparentemente, foi uma campanha sem efeitos práticos, porque terminou pouco tempo depois e não levou a qualquer cedência por parte dos britânicos.

No entanto, chamou a atenção da opinião pública mundial, inclusivamente a britânica, para o que se passava na Índia, suscitando uma grande simpatia e obrigando as autoridades a reconhecer que existia realmente um “problema colonial” na Índia.

A partir desse momento, Mahatma Gandhi afirmou-se definitivamente como o líder de um movimento nacional, cuja voz e reivindicações não podiam ser ignoradas.

Foi o primeiro passo para a independência da Índia Britânica, que só veio a ocorrer em 1948 e que veio a dar origem à atual Índia, Paquistão e Bangladesh.

Fonte - RTP- Ensina - Fim da “Marcha do Sal” liderada por Gandhi

Por - Fátima Muralha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu