o que é conservação e restauro? qual a diferença entre estes dois conceitos?

Pelo 3º ano a E.C.C.O. (Confederação Europeia de Associações de Conservadores Restauradores) celebra o Dia Europeu da Conservação e Restauro. Divulgamos as iniciativas e respondemos à questão – o que é conservação e restauro – a partir das especificações do ICOM (International Council of Museums).


o que é conservação e restauro | conceito

porque são necessárias ações de conservação e restauro?

Os objetos são concebidos para exercer uma determinada função, que pode ser estética ou utilitária.

Ao longo do tempo estes objetos vão-se degradando por várias razões:

  • devido à natureza dos seus materiais constituintes,
  • devido as condições ambientais a que são sujeitos,
  • devido a utilização inadequada ou até mesmo a ações de vandalismo.

A conservação e restauro tem como objetivo fazer perdurar estes objetos mantendo a sua integridade física e estética para que a mensagem ou função para que foram concebidos permaneça para as gerações vindouras.

A Conservação e Restauro abrange diversos níveis de intervenção, cada um com determinadas especificidades, tendo todos eles como finalidade preservar um ou vários objetos. Então, o que é conservação e restauro do património histórico e artístico?

o que é conservação e restauro | níveis de intervenção

Estes conceitos correspondem a diferentes níveis de atuação sobre o objeto.

– Conservação Preventiva

– Conservação Interventiva e curativa

 – Restauro

o que é conservação e restauro | em que se traduzem na prática estes conceitos

Conservação Preventiva

Preservação (conservação preventiva ou indireta)

não se atua diretamente sobre o objeto, eliminam-se os potenciais fatores de degradação, ou seja intervém-se no meio ambiente em que o objeto se encontra.

Exemplos: medidas e ações necessárias para o registo, armazenamento, manipulação, embalagem e transporte, controlo das condições ambientais (luz, humidade, contaminação atmosférica, insetos), planificação de emergência, educação dos profissionais, sensibilização do público, aprovação legal.

Conservação Curativa

Conservação (conservação direta ou curativa)

atua diretamente sobre o objeto interrompendo ou atrasando a sua degradação;

Exemplos: desinfestação de têxteis, desinfestação de madeiras, dessalinização de cerâmicas,  desacidificação do papel,  desidratação de materiais arqueológicos húmidos, estabilização de metais corroídos,  consolidação de pinturas murais.

Restauro

Restauro

ações sobre o objeto que têm por objetivo restabelecer o valor estético devolvendo ao bem a sua leitura e compreensão. Estas ações só se realizam quando o bem perdeu uma parte do seu significado ou função através de uma alteração ou deterioração.

Exemplos: reintegração cromática de pinturas,  assemblagem de uma escultura com lacunas, reintegração de lacunas.

o que é conservação e restauro | quando se justificam as intervenções

No quadro síntese seguinte podemos ver em que consistem, qual o nível de intervenção sobre o objeto e quando se justificam os diferentes tipos de intervenção de conservação e restauro.

o que é conservação e restauro


Ligações úteis

ICOM – CC – Conceitos de Conservação

Iniciativas do Dia Europeu da Conservação e Restauro

European Confederation of Conservator-Restorers’ Organisation

Associação Profissional de Conservadores-restauradores de Portugal

Estes conceitos são aprofundados e especificados por tipologias de materiais nos nossos cursos da área de conservação e restauro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu