o que é conservação preventiva?

Neste artigo iremos ver o que é conservação preventiva e qual a origem e importância deste conceito.

Baseado no curso online Conservação Preventiva.


Património envolve monumentos, tradições, passado, mas também arte, inovação, presente e futuro. Esta dicotomia entre passado e presente deve ser preservada porque ela é a memória, a identidade de um povo.

O Património identifica um povo e os seus bens materiais ou imateriais. De valor colectivo e intemporal devem ser cuidados como elementos fundamentais da sociedade e da cultura.

A memória colectiva é a herança dos nossos antepassados que deve ser transmitida às gerações futuras.

o que é conservação preventiva | origem do conceito

Em finais do século XX, Gary Thomson, conseguiu mostrar a importância de controlar o meio ambiente das colecções ao afirmar que “un mauvais restaurateur peut détruire un object par mois. Un mauvais conservateur peut détruire une collection entière en un an” (“um mau restaurador pode destruir um objecto num mês. Um mau conservador pode destruir uma colecção inteira num ano”).

Gäel de Guichen, por sua vez, vai acrescentar mais um dado a esta questão em volta da preservação do passado. Ele foi o primeiro a usar a expressão conservação preventiva. Segundo este autor, onde ontem se observavam objectos, hoje observam-se colecções de interesse social e patrimonial.

o que é conservação preventiva para Guichen

Para Gäel de Guichen a conservação preventiva significa retirar peças da insegurança, através de um conjunto de atitudes destinadas a salvaguardar uma colecção ou um objecto. A aplicação destas atitudes depende de alguns pressupostos. São eles:

– Senso comum;

– Memória;

– Intuição;

– Razão;

– Ética.

Estes pressupostos conjugados com os conhecimentos científicos permitem uma actuação correcta junto dos objectos, a qual pode ser directa ou indirecta. Portanto, intervenções sobre as peças são consideradas actuações directas, mas actuações como o controlo de luz, temperatura, humidade relativa (HR), regulamento interno, plano de segurança, plano de conservação preventiva, definição de espaços, hierarquias e tarefas são intervenções indirectas. Veja o artigo sobre gestão de riscos.

o que é a conservação preventiva | objetivos

De acordo com “professional Guidelines of European Confederation of Conservator-Restorers´Organisations” – “… Preventive Conservation consists of indirect action to retard deterioration and prevent damage by creating conditions optimal for the preservation of cultural heritage as far as is compatible with its social use.

Preventive conservation also encompasses correct handling, transport, use, storage and display. It may also involve issues of the production of facsimiles for the purpose of preserving the original.”

Ou seja, a conservação preventiva consiste em acções indirectas que retardam a deterioração e precavêm estragos através da criação de condições óptimas para a preservação de legado patrimonial tanto quanto possível. Essas acções passam pelo correcto manuseamento, transporte, armazenamento ou exposição, bem como produção de cópias com o intuito de preservar a peça original.

o que é a conservação preventiva

A ideia subjacente à conservação preventiva é, portanto, acautelar. Acautelar problemas na preservação de espólios. E este pressuposto, inerente à conservação preventiva, abarca todos aqueles que, directa ou indirectamente, lidam com peças de valor patrimonial e cuja acção visa valorizar, salvaguardar e divulgar o património.

Ou seja, acautelar a memória do passado para o futuro.


Links úteis

Canadian Conservation Institute

ICOM PORTUGAL

ICOM BRASIL


Conheça os cursos online de conservação preventiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu