o que são as jornadas europeias do património ?

As jornadas europeias do património são uma iniciativa conjunta da Comissão Europeia e do Conselho da Europa desde 1999.

Este ano o tema das jornadas europeias do património #EHDs é Artes e Lazer. Conta-se com mais de 70 000 eventos na Europa.

Que atividades nas jornadas europeias do património

“As atividades incluem, por exemplo, festivais, exposições, aulas de artesanato, conferências e visitas guiadas.

Desde os espetáculos de rua às salas de concerto, passando por teatros, museus ou cinemas, o património artístico europeu subirá aos palcos regionais, nacionais e europeus.” 

Na edição deste ano dos #EHDs, comemoramos a herança das artes e do entretenimento.
Dos sonetos de Shakespeare aos poemas virais dos Insta-poets, performances de cabaré a discotecas e arco e flecha para jogos de realidade virtual. A herança europeia de artes e entretenimento transformou-se ao longo dos tempos, junto com os seus criadores, admiradores e guardiões.
Durante séculos, as Artes e o Lazer têm proporcionado consolo, alívio cómico e ideias instigantes a milhões. Mais importante, essas facetas do património comum deram forma à identidade cultural europeia, cativando o continente e o mundo.  As jornadas europeias do património 2019 estão comemorando esse poderoso aspecto do património comum, convidando os seus 50 países participantes a colocar “Artes e Lazer” no centro do palco em setembro.

Conheça o folheto oficial.

Atividades das jornadas europeias do património em Portugal

Em Portugal, de 27 a 29 de setembro, pode contar com inúmeros eventos e atividades diversificadas e descentralizadas.

Quer passar um fim de semana diferente? Pode pesquisar a agenda de atividades das jornadas europeias do património por concelho na ligação seguinte.

 

As jornadas europeias do património visam acima de tudo preservar, divulgar e valorizar o património cultural europeu.

Mas o que se entende por património cultural ?

“O património é definido como a conjugação das ‘criações e dos produtos da natureza e do homem que, na sua integridade, constituem, no espaço e no tempo, o ambiente em que vivemos.” .

(ICOMOS-Canada French-Speaking Committee (1982) Charter for the Preservation
of Quebec’s Heritage (Deschambault Declaration) – “Definition of Heritage and
Preservation” [trad.]. In. Barranha, Helena, Património Cultural, conceitos e critérios fundamentais)

Temos assim uma primeira grande divisão do conceito:

O património tem notório significado na existência e na afirmação das diferentes comunidades, desde a paroquial, à concelhia, à regional, até à nacional e internacional, designando um bem destinado ao usufruto de uma comunidade. É por isso parte integrante da vida moderna e inclui tanto o património natural, como o cultural.

O que é património cultural

Assiste-se a um alargamento da noção de património cultural de forma muito acentuada, nos últimos anos. Já não falamos apenaso que é património cultural capa em património histórico construído, em monumentos artísticos, mas também em obras de arte, e também em todo o tipo de manifestações culturais – o que se designa por património imaterial. A noção de património continua em mudança, como a própria sociedade, os modos de vida e as formas de pensar e agir.

É no património que se explicitam material e imaterialmente as heranças culturais de cada povo ou região pelo que é fundamental a relação entre o património e as populações.

Temos assim uma divisão do conceito de património cultural em:

Património material

e

Património imaterial

O que é património cultural material

O património material é composto por bens culturais móveis ou imóveis e engloba desde edifícios a acervos fotográficos ou documentais.

Surge então a divisão em:

Património imóvel

Exemplos:

  • Património arquitetónico
  • Jardins históricos
  • Património urbanístico
  • Sítios arqueológicos e monumentos históricos

Património móvel

Exemplos

  • Pintura e escultura
  • Artes decorativas
  • Património fotográfico
  • Património cinematográfico
  • Artesanato e objetos de uso tradicional
  • Património documental e bibliográfico

Não podemos ainda esquecer o

Património integrado

Por exemplo painéis azulejares integrados num edifício ou retábulos numa igreja.

O que é património cultural imaterial

Este é composto por ritos, músicas e tradições orais; festas e tradições populares, mas igualmente poro que é patrimonio imaterial

  • Convenções e padrões de comportamento
  • Línguas
  • Topónimos
  • Religiões
  • Património intelectual como obras literárias, música, teorias da ciência e da filosofia
Fátima Muralha

Fátima Muralha

Licenciada em história, opcional história de arte. Pós graduação em gestão e valorização do património, especialização em gestão de projetos culturais. Vários cursos de especialização na área da valorização do património, gestão de projetos, museologia e formação profissional. Coordenação de vários projetos ligados ao património histórico e artístico. Autora de várias publicações e comunicações. Criação e coordenação do projeto Citaliarestauro.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu