20 Fevereiro 1872 | Inauguração Metropolitan Museum | Nova Iorque

Metropolitan Museum of Art – The Met – inaugurou a 20 de Fevereiro de 1872

Em Nova Iorque, Estados Unidos da América, o Metropolitan Museum – The Met – é um dos Museus mais visitados do planeta.

A sua enorme coleção permanente integra cerca de dois milhões de obras de arte, divididas em dezassete secções.

Atualmente, para além do edifício principal, tem outros pólos especializados na cidade de Nova Iorque.

Exposição permanente do Metropolitan Museum

A exposição permanente é composta por arte da Antiguidade Clássica e antigo Egito, para além de ter representados os grandes mestres da Pintura Europeia.

Integra ainda arte asiática e africana bem como uma coleção notável de arte americana.

Para além da pintura e escultura tem coleções de vestuário, armas, instrumentos musicais, etc.

Tem sistematicamente exposições temporárias, conferências, iniciativas artísticas e disponibiliza via site, informações de interesse para todos os que se interessam por arte e museologia.

No Timeline of Art History disponibiliza informação e artigos sobre história de arte

Para conhecer o The Met

Para acesso ao Timeline of Art History

O porquê dos grandes museus?

De acordo com o conceito definido pelo ICOM (International Council of Museums) ” O museu é uma instituição permanente sem fins lucrativos, ao serviço da sociedade e do seu desenvolvimento, aberta ao público, que adquire, conserva, investiga, comunica e expõe o património material e imaterial da humanidade e do seu meio envolvente com fins de educação, estudo e deleite. “

A partir do Sec. XVIII assistimos à abertura de grandes Museus associada ao espírito colonialista.

O que é Museu - leia o artigo

O colecionismo e o as concepções de conhecimento enciclopédico estiveram na base da fundação destes grandes Museus  com acervos artísticos de grande dimensão.

É o caso do the Met que teve como objetivo “…levar a arte e a educação ao povo americano..”

Os museus hoje

Os grandes museus, com acervos de milhares ou milhões de peças, têm obviamente um papel importantíssimo na conservação, investigação e divulgação da História e da Arte.

Centrados nas suas coleções, dão informações preciosas tanto a investigadores como a curiosos.

Mas gostávamos de chamar a atenção para a importância cada vez maior dos pequenos museus. Com acervos limitados ou, nalguns casos, sem quaisquer obras “físicas”, contribuem de forma decisiva para o desenvolvimento e comunicação de temas específicos.

Desmultiplicam-se atualmente os Museus regionais e locais ou os Museus temáticos que , para além do seu papel educativo, constituem pólos de identificação e integração das populações locais e mesmo de divulgação de causas sociais.

Sobre museologia e património

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu