Quais as vantagens da conservação preventiva em museus

Newsletter

Conservação preventiva em museus | quais as vantagens e o que pressupõe.

Neste artigo sistematizam-se as vantagens da implementação de um plano de conservação preventiva em museus .

Plano de conservação preventiva em museus

conservação preventiva de obras artísticasPrevenir pressupõe um trabalho de previsão e avaliação dos riscos que podem afetar os nossos objetos de arte. 

Prevenir permite-nos, também, definir mecanismos que possam dar uma resposta imediata quando ocorrerem situações de risco, evitando assim a perda ou danos nos bens culturais.

Se é importante perceber a razão pela qual é relevante a existência de orientações no âmbito da preservação de obras artísticas que possibilitem a prevenção de riscos vários como roubo, vandalismo, acidentes ou degradação, é também fundamental conhecer as ameaças que afectam, ou podem afectar, as colecções e o edifício que as abriga, providenciar medidas de conservação e segurança e avaliar riscos que reduzam ou evitem a deterioração da colecção.

Assim sendo, de modo esquemático, vejamos:

Que vantagens há na adoção de uma política de Conservação Preventiva em museus

– Vantagens económicas.

Processo de controlo ambiental, de luz, pestes, etc é menos dispendioso que a intervenção de restauro e conservação;

– Vantagens científicas.

Assegurar o princípio da intervenção mínima através da evolução dos conhecimentos científicos que nos permitem ter conhecimento da evolução artística, das técnicas de produção, da melhor identificação e datação das peças;

– Vantagens culturais,

artísticas e patrimoniais. Além do valor artístico e do valor de memória que cada objeto transporta a conservação preventiva das obras permite também a sua melhor valorização turística.

vantagens da conservação preventiva em museus


Curso online Conservação Preventiva

1 – Conceitos Gerais

  • Introdução
  • Conservação preventiva – conceitos
  • Conservação preventiva – objectivos

2 – Conservação Preventiva

  • Em que consiste
  • Vantagens de um plano de conservação preventiva
  • Como implementar um plano de intervenção: métodos e ferramentas
  • Metodologia de avaliação de riscos
  • Ferramentas para avaliação de riscos
  • Exemplo prático de avaliação de ricos

3 – Factores de deterioração e formas de controle

  • Agentes universais
  • Agentes específicos
  • Físicos
  • Químicos
  • Biológicos

4 – Manutenção, Exposição e Manuseio

  • Manutenção
  • Métodos de exposição
  • Transporte e manuseio

Alguns textos da DGPC sobre o tema.

Conheça os cursos online relacionados com o tema

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu