Pintura mural | o que é e que mensagens transmite?

Neste artigo queremos ver quais as particularidades da pintura mural e que tipo de mensagens tem transmitido ao longo do tempo.

Particularidades

Entende-se por pintura mural aquela que é executada sobre muros ou paredes utilizando vários tipos de técnicas.

Difere de todas as outras formas de arte pictórica por estar profundamente vinculada à arquitetura. Faz parte integrante da arquitetura para onde foi originalmente concebida.

É pensada em função de um determinado espaço. O emprego da cor e do desenho e o tratamento temático podem alterar radicalmente a perceção das proporções espaciais da construção, o seu cromatismo e a sua mensagem.

A pintura mural, provavelmente devido a esta relação privilegiada com o espaço em que se insere, pelas dimensões que pode atingir e ainda pela “força” que consegue incutir à mensagem que se pretende transmitir, tem sido utilizada, em diversos contextos e com diversas técnicas desde a pré-história aos nossos dias.

A função e a mensagem

Assim, a pintura mural surge, ao longo dos tempos com diversas funções e com diversos tipos de mensagem. Apresentam-se alguns exemplos .

 Destacam-se como objetivos e funções mais importantes das obras de pintura mural as seguintes:

COMUNICAÇÃO

As primeiras formas de registo e comunicação humana que chegaram até nós, as pinturas rupestres, são também elas uma forma de pintura mural.

Exemplo de pinturas descobertas numa gruta situada sob o altar de uma Igreja, em Alegrete, concelho de Portalegre.

 

pinturas-rupestres web

 

Veja aqui a notícia detalhada

DECORAÇÃO

Em alguns casos a pintura mural assume uma função decorativa. Podem encontrar-se, nomeadamente em Portugal, exemplares desta função em frisos, molduras, padrões, etc, destinados ao embelezamento decorativo dos espaços.

Pintura mural decoração

 

Exemplos de elementos de pintura mural com função decorativa integrados em Monumentos que fazem parte da Rota do Românico (Regiões de Tâmega e Sousa, Norte de Portugal)

 

 

 

 

 

 

CATEQUESE

A pintura mural no interior das igrejas constituiu um veículo privilegiado de comunicação com os crentes e de catequização. Em épocas em que a iliteracia dominava, a pintura mural assumia a função de transmissão de episódios bíblicos e da vida dos santos. Constituía ainda uma forma de emprestar maior grandiosidade aos interiores das igrejas.

Um exemplo emblemático pode-se encontrar na Catedral de Saint Climent del Taull, na Catalunha.

Abside Saint Clement Tahull

 

SUBSTITUIÇÃO

A pintura mural requer meios e materiais relativamente reduzidos sendo as técnicas de execução mais económicas do que outros tipos de técnicas decorativas.

Foi assim muito utilizada como forma decorativa de substituição como, por exemplo, no caso dos marmoreados e fingidos que podemos encontrar amplamente na arquitetura portuguesa.

Em igrejas

Como é o caso da Igreja de São Luís dos Franceses, em Lisboa.

Igreja São Luis dos franceses 1 Igreja de São Luis dos franceses 2
Parede da Capela-mor, lado sudoeste Parede da Capela-mor, lado noroeste

IN: Marmoreados da Igreja São Luís dos Franceses, (Lisboa): Estado de conservação, caracterização das argamassas e da camada pictórica

Luís Morais | Rita Macedo | Augusta Lima | Amélia Dionísio

 

Em arquitetura particular

Pintura mural fingidos particular

 

Mas também como forma de substituição de outros elementos como é o caso de vestígios de pintura mural na Igreja do Salvador – Lufrei, “fingindo” um retábulo de talha dourada.

Fingido Igja do Salvador - Lufrei

 

 

PROTESTO

A pintura mural contemporânea tem como exemplo mais marcante o Graffiti, nas suas primeiras expressões anónimo e revestindo formas de protesto político. Neste momento assume a expressão de arte tendo o artista Bansky como um dos nomes mais conceituados.

mona-bazooka-banksy
Mona Lisa – Bazooka, da autoria de Bansky

A pintura mural é assim uma forma de expressão artística pensada e criada em função do espaço arquitetónico em que se integra e dele indissociável, utilizada com várias funções e para expressar diversos tipos de mensagem desde a pré-história à atualidade.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu