Conheça as obras de Van Gogh em mais uma exposição imersiva

Conheça as obras de Van Gogh em mais uma exposição imersiva.

Até 31 de Dezembro de 2019 uma nova exposição no Atelier des Lumiéres, Paris.

Vincent Van Gogh

30.03.1853_Nasce Vincent Van Gogh

Vincent Van Gogh (1853-1890) foi um pintor holandês. Normalmente integrado no chamado movimento pós impressionista experimentou novas abordagens à pintura. Rejeitou a representação académica e tratava a cor e a perspectiva com mestria.

Viveu assombrado por problemas pessoais toda a vida. Muitos historiadores e críticos de arte especulam que Van Gogh sofreria de desordem bipolar.

Talvez relacionado com esta sua turbulência, Van Gogh foi um pintor prolífero. Produziu mais de dois mil trabalhos em cerca de duas décadas. As cores saturadas e as pinceladas largas refletem o seu tumulto interior.

Não esqueçamos de olhar o artista no seu tempo. Tempo de inovação, de progresso, de novas descobertas cientificas. Os avanços no campo da ótica, por exemplo, influenciaram claramente obras de Van Gogh .

Conheça melhor obras de Van Gogh nos artigos: Campo de trigo com corvos | Vincent Van GoghAnalisando Arte | Van Gogh | A Noite Estrelada

A exposição do Atelier des Lumiéres com as mais importantes obras de Van Gogh

“Van Gogh, Starry Night”

Criada por Gianfranco Iannuzzi – Renato Gatto – Massimiliano Siccardi – com a colaboração musical de Luca Longobardi.

A exposição explora os numerosos trabalhos de Van Gogh. Dá destaque às cores saturadas e pinceladas amplas que o artista utilizava para evocar o seu tumulto interior.

A exposição imersiva evoca o estado de espírito interior que é refletido nas obras de Van Gogh . Emocional, caótico e poético.

Conheça um pouco mais nesta reportagem

Sobre o Atelier des Lumières

Fundição atelier des lumieres webO centro de arte digital Atelier des Lumières possui cerca de 2.000 m² e foi construído em um local que já abrigou uma antiga fundição, que fornecia peças para indústria ferroviária e naval, entre os anos de 1835 e 1935.

Em 2013, Bruno Monnier, presidente da Culturespaces, empresa francesa de gestão cultural, redescobriu a fundição e enxergou o potencial daqueles longos salões para exposições de arte. Após 4 anos de longas reformas, o Atelier des Lumières abriu as portas em 2018 com o objetivo de oferecer exposições imersivas de grande porte. São mais de 120 projetores de vídeo e um sistema de som espacial.

O papel de um centro de arte é descompartimentar, e é por isso que o digital tem que tomar o seu lugar nas exposições do século XXI. Colocado a serviço da criação, torna-se um formidável vetor de difusão, capaz de criar pontes entre épocas, de vibrar as práticas artísticas entre elas, de amplificar as emoções, de tocar o maior número “explica Bruno Monnier.

[siteorigin_widget class=”Thim_Courses_Widget”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu