O que é Educação Patrimonial e porque é tão importante?

Newsletter

A educação patrimonial é um conceito que tem ganho cada vez mais relevância quando falamos na preservação cultural e histórica.

Esta abordagem refere-se a um conjunto de práticas pedagógicas e sociais que procuram sensibilizar as pessoas sobre a importância do património cultural.

Mas, prevalece a questão: o que é educação patrimonial exatamente e porque é tão importante? Este é tema que será abordado no artigo de hoje.

Texto de Vanessa Miranda, autora do Guia para a Preservação do Património Cultural

ESPAÑOL | ENGLISH

Educação Patrimonial num Museu

O que é educação patrimonial?

A educação patrimonial diz respeito ao processo educativo cujo tema central é o património cultural. Este processo promove o conhecimento, a valorização e a preservação do património, que pode ser tangível, como monumentos, obras de arte, artefactos arqueológicos, entre outros, ou intangível, como tradições, danças, festas populares ou saberes tradicionais.

Urge uma necessidade de preparar as pessoas para o melhor e correto uso dos bens patrimoniais, contribuindo para a alfabetização cultural. Esta alfabetização possibilita uma maior compreensão do mundo em que vivemos, tornando-nos capazes de entender o percurso sociocultural e histórico-temporal, permitindo igualmente, que nos eduquemos para a cidadania e adquiramos sentimentos de identidade e pertença.

Objetivos da educação patrimonial

Como qualquer outra área da educação, a educação patrimonial rege-se pelos seus próprios objetivos, destacando-se os seguintes:

– Fomentar a consciência das questões do património;

– Incentivar o conhecimento de modo a obter uma compreensão do património cultural e também da resolução para os seus problemas;

– Desenvolver atitudes e ações que motivem as pessoas a participar na preservação e conservação do património;

– Promover o fortalecimento da identidade cultural, reforçando o sentimento de coesão social;

– Estimular o diálogo cultural que promova a identificação, proteção e promoção do património cultural, favorecendo a uma troca de conhecimentos.

Portugal tem assistido, nos últimos anos, a uma maior consciencialização da importância do património cultural, salientando a garantia da identidade nacional.

 

Pessoas num rochedo Patrimonio Natural  

Desafios da educação patrimonial

A educação patrimonial é, acima de tudo, um processo de educação e, como tal, apresenta desafios. Este processo como já referido procura um maior entendimento do património e não uma atribuição de mero produto visto como sinónimo de divulgação de informação cultural e patrimonial.

Educação patrimonial - visitante de museu

Atualmente, debate-se o desinteresse, especialmente dos mais jovens, em relação ao património cultural. Torna-se desafiante procurar novas formas inovadoras e atraentes que coloquem a educação do património num patamar mais relevante na vida de todos.

A modernização pode afetar o património cultural e, consequentemente, a educação patrimonial, pois a rápida urbanização e modernização, especial atenção nas cidades, pode levar à descaracterização do património. Tradições ou saberes culturais podem ficar perdidas no tempo em prol da modernidade, edifícios históricos podem ser destruídos para dar lugar a novas construções. O desafio é procurar equilibrar o desenvolvimento urbano com a preservação do património cultural.

Outro desafio que persevera é o pouco financiamento e escassos recursos. De facto, a preservação e conservação, do património exige recursos significativos e, muitas das vezes, não é dada devida atenção a estas necessidades. O resultado verifica-se no abandono, destruição ou desleixo. Além disso, afeta diretamente a educação patrimonial.

Daí a importância de Ações de Educação Patrimonial como veremos de seguida

Capa curso Educação Patrimonial   Capo curso Interpretação do Património Capa E-book Guia para a Preservação do Património

Porque que é tão importante?

Sem o devido conhecimento não é possível uma correta cognição dos bens culturais, devidamente inseridos no seu contexto histórico. Há, portanto, uma necessidade de perceber as linhas do contexto histórico para um entendimento adequado da importância do património cultural na vida das pessoas.

A educação patrimonial é importante porque usa o próprio património como fonte histórica para o saber histórico, ou seja, o contacto direto com os bens leva à curiosidade do saber, depois à investigação e, finalmente, surge a educação relativa aos bens culturais, a sua importância e cuidados a ter. É um ciclo que se mantém.

Nesta linha de pensamento, a educação do património também apela aos valores e à cidadania. Por estar atrelada a uma educação também ela cívica, a sua importância é notória no respeito e fruição do património que é pertencente a todos.

Além disso, a educação patrimonial também pode atuar como um motor de desenvolvimento económico. O turismo cultural, por exemplo, atrai visitantes interessados em conhecer a história, património e cultura de uma região, gerando receita e promovendo o desenvolvimento local.

Grupo de turismo cultural na Praça de São Marcos Veneza

E o que é educação patrimonial na prática?

A educação não significa necessariamente uma sala de aula fechada a aprender sobre o património cultural. Vai muito além disso, apesar de as escolas desempenharem um papel fundamental.

As escolas são mediadores importantes na educação, porque muitos projetos educativos envolvem visitas a sítios históricos, museus e monumentos, assim como projetos de recriação de tradições ou participação em oficinas de restauro.

Na prática, a educação do património também ocorre através de roteiros culturais, visitas guiadas a locais de interesse cultural e histórico. Os roteiros culturais são verdadeiros aliados, pois além de contarem com a presença de um profissional do tema, são enriquecidas com informações valiosas sobre a história, importância do lugar, ajudando a contextualizar o património e a torná-lo mais acessível e interessante para o público.

Programas de voluntariado

Participar em programas de voluntariado para a preservação do património cultural é uma excelente forma de aprender. Existem programas cujas atividades passam pela limpeza, restauro e manutenção de sítios históricos, assim como campanhas de sensibilização e educação para a importância do mesmo.

Em Portugal, existem alguns museus que oferecem programas de voluntariado no património cultural. No website do Património Cultural, I.P, responsável pela gestão do património cultural de Portugal continental, oferece essa possibilidade. link:https://www.patrimoniocultural.gov.pt/patrimonio-cultural/voluntariado/

A educação patrimonial é, sem qualquer dúvida, uma poderosa ferramenta para a preservação do património cultural, uma vez que promove a consciência, o respeito e a valorização dos bens culturais.

Através dela é possível assegurar que as gerações futuras possam desfrutar e aprender com o legado deixado pelos antepassados, garantindo a continuidade histórica.

A educação patrimonial é algo que deveria estar inserido na vida de todas as pessoas, pois num mundo cada vez mais globalizado, onde a homogeneização cultural é uma ameaça, a educação patrimonial assume um papel essencial na salvaguarda da diversidade cultural e promoção de um desenvolvimento sustentável e inclusivo.

Pode ter interesse nos cursos online com certificado

Tem de iniciar a sessão para publicar um comentário.

Newsletter

Menu