As minhas fotos antigas – 5 passos para conservar as nossas memórias

Como conservar as minhas fotos antigas ? Como salvaguardar as memórias que encerram aquelas fotografias antigas que temos em caixas, albuns, envelopes?

Pode não ser uma tarefa tão complicada como parece. Basta seguir alguns princípios e métodos adequados de preservação.

E, já agora, a organização e preservação de fotografias antigas pode um trabalho divertido e partilhado por toda a família,

as minhas fotos antigas | as minhas memórias

my old photos

O Homem tem produzido imagens desde o tempo das cavernas pintadas aos nossos dias. Com a invenção da Fotografia, permitiu-se a criação de imagens mais realistas e objetivas, e em frações de segundos. 

Usada como meio de expressão e comunicação pessoal e social de diversas naturezas, a Fotografia tem oscilado entre passatempo e profissão. Independentemente do contexto da sua produção, ela toca as nossas vidas nas suas variadas formas, promovendo emoções e sensações e registando momentos históricos e sociais únicos.

Pelo facto da sua natureza estar intrinsecamente ligada à noção de memória (colectiva ou singular), jaz em nós a responsabilidade de preservar os exemplares fotográficos da melhor forma possível, garantindo desse modo também preservação das memórias neles contidos.

as minhas fotos antigas são também um objecto

Além de serem uma imagem, as fotografias são um objecto palpável, que ocupa um lugar no espaço e que requer uma atenção específica, mediante a sua composição fisico-química e as fragilidades que daí advêm.

Assim, a preservação e organização das ” minhas fotos antigas ” vai depender de vários factores.

 máxima preservação

Devemos ter em conta que ” as minhas fotografias antigas ” são raras e, até, únicas, é da nossa responsabilidade tomar todas as precauções possíveis para as salvaguardar, de modo que perdurem.

Falamos antes da instabilidade físico-química da fotografia. Se esta já de si a fragiliza, o meio ambiente em que se encontra também influencia a sua condição e preservação.

Na realidade, o ambiente pode agir como acelerador ou retardador da deterioração.

É por isso que se deve criar um microclima apropriado à preservação da espécie fotográfica, e sob a ideia de máxima preservação.

Resumidamente, contamos neste processo com 5 passos:

1 – a análise das diferentes espécies fotográficas e as suas necessidades específicas.

conservação preventiva de fotografias 2

Trata-se de perceber que tipologias de fotografia temos em presença pois o processo de produção vai influenciar a sua maior ou menor degradação e, obviamente, a forma de conservação.

Pode ler um resumo da história da fotografia e das técnicas fotográficas AQUI.

2 – a análise dos estados de conservação (que deve ser feito individualmente, assim como em conjunto).

Minhas fotos antigas como conservar

Trata-se de avaliar qual o estado das minhas fotos antigas e, de preferência, organizá-las por níveis e tipos de problemas encontrados.

Pode ler sobre fenómenos em fotografias que parecem danos AQUI.

3 – sistemas de acondicionamento existentes e adequados

Trata-se de avaliar como estão as minhas fotos antigas acondicionadas e do que preciso para um correto acondicionamento de fotografia.

cartão acid free para conservar as minhas fotos antigas

Pode ler sobre a importância de utilizar papel livre de ácido AQUI.

4 – que tratamentos básicos de limpeza e estabilização podem ser efectuados (sempre que estes sejam necessários) e quem os executa

Como limpar as minhas fotos antigas

Trata-se de avaliar o que posso fazer para preservar as minhas fotos antigas. Os procedimentos de conservação mais básicos e simples que poderão ser realizados com cuidado e, se necessário, procedimentos mais complexos para os quais terei de recorrer a profissionais.

Pode aprender mais sobre conservação preventiva de fotografias no curso online com certificado - entidade formadora certificada nº 1800/2015 - DGERT

5 – que regras de manuseamento vou estabelecer para não provocar danos nas minhas fotografias antigas

Trata-se apenas de estabelecer algumas regras básicas de manuseamento e interiorizá-las. Podemos começar por “o que não fazer” como por exemplo:

  • não comer ou beber enquanto manuseio fotografias antigas
  • usar luvas para não deixar marcas
  • ter a mesa de trabalho sempre limpa
  • não utilizar fita-cola, clips ou etiquetas autocolantes diretamente sobre a fotografia

Pode ter interesse nos cursos online

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu