Alfred Stevens – Desafio: análise iconográfica da pintura “o Banho” de 1867

Newsletter

Hoje propomos um pequeno jogo de análise de arte a partir da pintura de Alfred Stevens – O Banho.

Alfred Stevens o banho

O Banho, 1867 – Alfred Stevens (no Museu d’Orsay; imagem de domínio público).

 

Este jogo consiste na aplicação dos 3 níveis de análise iconográfica propostos por Erwin Panofsky à obra de Alfred Stevens.

Vai pois encontrar neste artigo:

1 – Uma apresentação sintética do método de análise.

2 – Um separador fechado com a proposta de resolução deste desafio. Pode abrir quando quiser mas aconselhamos que seja apenas depois de tomar as suas notas relativamente à análise da obra em causa.

3 – Por fim falaremos um pouco sobre Alfred Stevens.

Aprenda mais sobre análise iconográfica de obras de arte

Os 3 níveis de análise de Panofsky

Embora atualmente algumas das interpretações de obras de arte realizadas por Erwin Panofsky sejam questionadas por alguns historiadores de arte, certo é que Panofsky entendeu a arte como nenhum historiador havia antes conseguido, assumindo a Iconografia como disciplina própria. 

Em 1939, Panofsky apresenta o seu método iconológico de análise da obra de arte.

Para ele, a análise não poderia depender apenas das fontes literárias, até porque, nem sempre são existentes.

Passa a investigar, assim, o modo como, de acordo com as diferentes condições históricas a que está sujeito, o artista escolhe o tema, objeto ou facto. Passa a estudar o significado.

Panofsky deu este mesmo exemplo:

Um homem levanta o seu chapéu.

Em termos iconográficos, o que existe é esta ação em que o homem retira o chapéu da cabeça.

Todavia, numa análise iconológica, descortina-se um significado do gesto. Tendo como base a cultura ocidental que possuem ambos intervenientes (quem vê e quem levanta o chapéu), sabemos que aquele é um gesto de cordialidade.

Todavia, chegar a este nível de compreensão depende, à partida, de um conhecimento prévio dos valores sociais que envolvem esse gesto.

Assim sendo, Panofsky identifica três níveis de compreensão:

  1. O primário ou natural. (o quê?)
  2. O secundário ou convencional. (quem, onde?)
  3. O terciário ou intrínseco. (porquê, como?)

Podemos compreender melhor na tabela seguinte:

Método de panofsky tabela

Desafio – “O Banho” de Alfred Stevens 1867

Olhe com atenção para a imagem. Tente responder às questões propostas no método de análise acima descrito.

1 – o quê?

2 – quem, quando, onde?

3 – porquê, como?

Alfred Stevens o banho

O Banho, 1867 – Alfred Stevens (no Museu d’Orsay; imagem de domínio público).

Interpretação de obras primas do classicismo e romantismo

Alfred Stevens

Alfred Émile Léopold Stevens (11 maio 1823 – 24 agosto 1906) foi um pintor belga que alcançou grande sucesso no seu tempo sobretudo com quadros de mulheres elegantes.

Estudou na Real Academia de Belas Artes de Bruxelas e expôs nos Salões de Bruxelas e de Paris.

As suas obras renderam-lhe rendimentos avultados. No entanto, estes não resistiram a alguns maus investimentos e gastos avultados e Stevens viveu o final da sua vida em Paris, sozinho e em quartos modestos.

Alfred Stevens esteve atento à realidade social da sua época retratada nesta obra do início da sua carreira “O que é chamado de vadiagem, ou os caçadores de Vincennes” (What is Called Vagrancy or, The Hunters of Vincennes) de 1854.

Alfred Stevens

Mas indiscutivelmente Alfred Stevens é associado aos retratos de elegantes mulheres, quer em ambientes intímos, como “O Banho”, quer integrados em paisagens.

Alfred Stevens The Psyché (My Studio),c.1871

Alfred Stevens The Psyché (My Studio),c.1871

 

Alfred Stevens Retrato da Sra. Howe 1900

Alfred Stevens Retrato da Sra. Howe 1900

 

Alfred Stevens Uma mulher elegante 1884

Alfred Stevens Uma mulher elegante 1884

 

Alfred Stevens Tarde no Parque 1885

Alfred Stevens Tarde no Parque 1885

 

O artista não ficou indiferente ao fascínio causado pela arte oriental. Tal como os impressionistas e pós- impressionistas, o japonismo exerceu clara influência na obra de Stevens.

Alfred Stevens A parisiense japonesa 1872

A parisiense japonesa 1872

Pode ter interesse

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu