Pedro Américo – conheça um dos artistas de maior destaque no Brasil no final do século 19

Newsletter

PEDRO AMÉRICO
(1843-1905)

Pedro Américo , autorretrato na Batalha do Avaí

Pedro Américo , autorretrato na Batalha do Avaí

Nascido no estado da Paraíba, Pedro Américo de Figueiredo e Melo foi um dos artistas de maior destaque no Brasil no final do século XIX.

Conheça este artista com a Rute Ferreira, autora do curso História da Arte no Brasil.

Este artigo contém um vídeo das principais obras de Pedro Américo .

O Neoclassicismo no Brasil

O neoclassicismo, também conhecido como academicismo, é o nome dado ao sistema artístico baseado nos princípios acadêmicos das instituições de arte europeias.

No Brasil, o academicismo prevaleceu do começo do século XIX ao começo do século XX e deixou um imenso legado e obras de forte impacto para os brasileiros.

Assumiu caraterísticas diferenciadas da arte europeia. Os artistas brasileiros se ocuparam principalmente da pintura histórica e da temática indianista, uma vez que a figura do “bom selvagem” se adaptava à imagem do indígena brasileiro.

Victor Meirelles Moema

Victor Meirelles de Lima, Moema, 1866, Museu de Arte de São Paulo.

Pode conhecer Victor Meirelles de Lima e a sua obra neste artigo.
De seguida iremos conhecer algumas das obras mais emblemáticas de Pedro Américo.
Pode ter interesse nos cursos e e-books

Pedro Américo

Pedro Américo o grito do EpirangaIndependência ou Morte! (O Grito do Ipiranga), 1888

Nascido no estado da Paraíba, Pedro Américo de Figueiredo e Melo foi um dos artistas de maior destaque no Brasil no final do século XIX.

Foi para o Rio de Janeiro ainda muito jovem, em 1854 e lá frequentou a Academia de BelasHistória da arte no Brasil curso online Artes.

Entre os temas mais retratados por Pedro Américo estão os bíblicos e históricos, estando nessa última categoria um dos quadros mais conhecidos entre estudantes brasileiros: Independência ou Morte, o retrato do famoso marco histórico que separa Brasil de Portugal, no dia 7 de setembro de 1822.

A tela, também conhecida como O Grito do Ipiranga, foi pintada em 1888, bem longe do cenário original.

Américo terminou essa obra na Itália. Ela foi encomendada pela família real, que procurava restaurar o poder monárquico. Curioso observar que, no ano seguinte, o Brasil se tornaria uma república.

D. Pedro está no centro da tela, e com a espada levantada, proclama a independência do Brasil. Embora a imagem seja verossímil, ela não é totalmente verídica – a comitiva de D. Pedro, por exemplo, era bem menor do que o quadro mostra (cerca de 15 pessoas, apenas).  No trajeto feito pelo imperador naquele dia, não era comum usar cavalos, mas mulas.

A intenção de Pedro Américo é fazer deste, em sua pintura, um momento grandioso, e ele o faz, ressaltando caracteres como roupas elegantes numa viagem em que dificilmente as pessoas estariam vestidas assim.

Atualmente esse quadro está exposto no Museu Paulista da USP (Universidade de São Paulo).

Américo também ficou conhecido por suas caricaturas. Hábil desenhista, ele obteve grande prestígio nesse campo, fazendo parte do corpo editorial da revista A Comédia Social, entre 1870 e 1871.

Conheça algumas das obras mais marcantes de Pedro Américo

Rute-Ferreira

Rute Ferreira

Sou professora de Arte, com formação em Teatro, História da Arte e Museologia. Também sou especialista em Educação à Distância e atuo na educação básica. Escrevo regularmente no blog do Citaliarestauro.com e na Dailyartmagazine.com.  Acredito firmemente que a história da arte é a verdadeira história da humanidade.

Cursos e e-books da autora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu