Cultura da Roma Antiga – a moda: surpreenda-se com 4 penteados que talvez não queira experimentar

Newsletter

Quando pensamos na história e cultura da Roma Antiga lembramos a grande arquitetura, a língua, a filosofia, os deuses e as grandes conquistas da civilização romana.

O curso online Cultura, Crenças e Arquitetura da Roma Antiga dá a conhecer todos estes aspetos.

Mas igualmente outros, menos conhecidos, que fazem parte integrante da cultura na Roma Antiga e são marcantes da história de Roma e da civilização romana.

Vamos espreitar um pequeno excerto deste curso online que respeita à moda e aos penteados com a Diana Ferreira.

a vida na roma antiga
Cultura, crenças e arquitetura na Roma Antiga
Conheça o curso online

cultura da Roma Antiga – a moda e a toilette

No quarto, com a ajuda das servas, as jovens e mulheres preparavam-se para se mostrarem em público, escondendo defeitos e realçando qualidades.

Recorriam a produtos para branquear os dentes, perucas, tintas, apliques, ganchos, pentes e óleos perfumados.

 

Ruínas de Herculano 79 DC

cultura da Roma Antiga – a higiene

A maquilhagem, penteado e perfume era a última fase na higiene quotidiana.

Lavavam pernas e braços (o resto era lavado cada nove dias, nos dias de mercado).

Branqueavam os dentes com soda, bicarbonato e até com urina, depilavam-se, perfumavam-se e penteavam-se com requinte.

mudar a cor do cabelo

Quando as primeiras cativas germanas chegaram a Roma, os seus cabelos loiros brilhantes chamaram a atenção.

Para mudar da cor escura para um tom tão claro recorriam a perucas de cabelo natural.Roma antiga curso online

Ou tintas compostas por sebo de cabra e cinza de faia em forma de sabão líquido ou sólido.

O vermelho era conseguido através do uso de hena, uma substância vegetal originária do Egito.

Para cobrir os cabelos brancos, o ideal eram os cabelos negros da Índia, também na moda.

Cultura da Roma Antiga – os penteados

Na infância e adolescência o cabelo era usado livremente, liso ou encaracolado.

Com o avançar do tempo encaracolavam os cabelos lisos servindo-se do calamistrum com dois tubos, um instrumento aquecido sobre o fogo que enrolava o cabelo.

O uso continuado deste instrumento e das tintas, em muitos casos, danificava o cabelo perpetuamente.

Para adornar o cabelo usavam ganchos (acus crinalis) em osso, marfim ou metal.

Cultura da Roma Antiga acus crinalis

Como eram ocos, podiam ser enchidos com óleos perfumados ou veneno e serviam de arma.

No início da república os penteados femininos eram simples e as mulheres casadas saíam à rua cobertas por um véu.

No início do império os penteados começaram a diversificar.

O gosto pelos caracóis aumentou na segunda metade do século I d.C.

No reinado de Nero e durante a dinastia Flávia, usou-se a poupa postiça de caracóis em forma de coroa.

Para disfarçar a união usava-se uma fita de couro sobre essa parte, enquanto que o restante cabelo era entrançado à volta da cabeça.

cultura da Roma Antiga – 4 penteados que fizeram moda

Na sociedade romana as aristocratas ditavam a moda. Como no caso destes 4 complexos penteados.

 

Cerca de 14 D.C.

Poupa e coque de tranças da era de Augusto.

Imperatriz Lívia

Duas madeixas dividem o cabelo e enrolam-se numa poupa central (nodus).

O cabelo é apanhado atrás num coque de tranças e as laterais são onduladas.

 

 

 

Cerca de 48 D.C.

Moda dos cachos na época de Cláudio

Messalina, esposa do imperador Cláudio, exibe sob o manto um penteado tipo salus.

Caraterizado por uma massa de caracóis que emoldura o rosto.

Disposta de forma ondulada a madeixa central divide em dois o cabelo e um coque com quatro tranças apanha o cabelo na nuca.

 

 

 

Cerca de 91 D.C.

Coroas postiças com os Flávios

Júlia, filha do imperador Tito, deu nome a um penteado típico da época flávia.

À frente era colocada uma coroa postiça (também conhecida como ninho de vespa), cuja altura foi aumentando.

O cabelo entrançado era enrolado na parte de trás em forma de turbante.

 

 

 

Cerca de 217 D.C.

Perucas listradas nos tempos dos Severos

Júlia Domna, segunda esposa de Septimo Severo, recuperou a moda do penteado do tipo “melão” de proveniência helénica.

Uma peruca com ondulações artificiais paralelas na madeixa central.

Deixava vislumbrar por baixo, à altura das maçãs do rosto, pequenas madeixas de cabelo natural.

As servas (ornatrices) que ajudavam nesta arte as matronas eram ensinadas por um mestre cabeleireiro durante um mínimo de dois meses.

Estas podiam sofrer maus-tratos caso não realizassem um trabalho que satisfizesse a senhora.

Nesta época a vaidade era duramente criticada pelos sacerdotes cristãos, que alegavam que estes artifícios de moda estavam ligados ao mundo pagão.

Sobre o curso online Cultura, Crenças e Arquitetura na Roma Antiga

Este curso destina-se a pessoas que pretendam aprofundar ou iniciar conhecimentos sobre a cultura da Roma Antiga  e sobre a vida quotidiana, crenças , deuses e hábitos.

É particularmente útil a docentes, estudantes ou profissionais de comunicação cultural e de turismo cultural.

No entanto, é perfeitamente adequado a todos quantos se interessem pelos temas relacionados com os diferentes aspetos da cultura da Roma Antiga .e queiram aumentar a sua cultura sobre a Antiguidade Romana.

Não tem requisitos de acesso.

Certificado

No final do curso será emitido certificado de formação.Entidade formadora certificada

Somos entidade formadora certificada pela DGERT – Certificado de entidade formadora nº 1800/2015 –  pelo que o certificado tem validade internacional. Saiba mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu