Quem são as personagens de A Liberdade Guiando o Povo de Delacroix?

Newsletter

Neste artigo  vamos conhecer a liberdade guiando o povo de Eugène Delacroix. Delacroix é um dos maiores artistas do romantismo francês e a sua obra prima (ou pelo menos a mais emblemática) a liberdade guiando o povo tornou-se um ícone ao longo da história. Esta pintura já serviu de inspiração para muitas coisas, desde notas bancárias a capa de um álbum dos Coldplay.

Ferdinand Victor Eugène DELACROIX (Charenton-Saint Maurice, 1798 – Charenton, 1863) foi o pioneiro e principal expoente da pintura romântica francesa e da sua nova escola, que causou uma revolução na arte, inspirando toda uma geração futura de pintores.

Conheça este grande artista do Romantismo no curso Interpretação de obras-primas do século XVIII e XIX.

Mas o quê e quem está retratado nesta obra de arte?


a liberdade guiando o povo | o que representa

A pintura a liberdade guiando o povo é geralmente associada à Revolução de Julho de 1830 em França.

É uma grande tela que mostra uma mulher no centro, levantando uma bandeira e segurando uma baioneta. Ela está descalça e caminha sobre os corpos dos derrotados, guiando uma multidão ao seu redor. Esta é provavelmente a obra mais famosa de Delacroix, conhecido como o artista mais importante do Romantismo.

a liberdade guiando o povo

Eugène Delacroix. A liberdade guiando o povo, 1830. Museu do Louvre, domínio público

Eugène Delacroix era um especialista em cores e foi na obra a liberdade guiando o povo expressou isso claramente. Delacroix construiu um cenário pulsante e dinâmico sobre um tema extremamente atual na sua época.

Como pouco participava das lutas, escrevia:

Se não posso lutar pelo meu país, pinto por ele.

a liberdade guiando o povo detalhe

A liberdade guiando o povo (detalhe)

A liberdade e a revolução

A pintura é sobre liberdade e revolução. Primeiro, porque é exatamente isso que retrata.

Em julho de 1830, a França levantou-se contra o rei Carlos X, que era extremamente impopular por, entre outras coisas, ser muito conservador em termos políticos e tentar restaurar um antigo regime que os franceses não queriam mais.

No sentido artístico, a pintura também representou uma revolução – e mais do que isso: a liberdade.

Na época de Delacroix, os pintores geralmente obedeciam às regras da Academia de Belas Artes, que enfatizavam o domínio do desenho. Delacroix, no entanto, colocou mais ênfase no uso de cores de uma forma desobstruída.

Um ano depois de sua produção, a pintura foi comprada pelo governo francês e não ficou em exibição por muito tempo. Atualmente, a obra faz parte do acervo do Louvre.

[siteorigin_widget class=”SiteOrigin_Widget_Cta_Widget”][/siteorigin_widget]

a liberdade guiando o povo | personagens

Já sabe que a mulher no centro é a Liberdade. Mas e os personagens ao seu redor?

Pois bem, Delacroix teve uma formação iluminista e acreditava que ideais como a liberdade e a fraternidade eram fundamentais para a construção de uma sociedade melhor. Por isso, ele retratou vários estratos sociais nesta pintura. À esquerda, mostra um simples operário ao lado de um intelectual burguês (que seria o autorretrato do próprio artista) e à direita um menino, simbolizando a força da juventude.

a liberdade guiando o povo detalhe

A liberdade guiando o povo detalhe

a liberdade guiando o povo detalhe

A liberdade guiando o povo detalhe

Os inimigos derrotados no terreno e a fumaça dão a entender que a batalha realmente está chegando ao fim e que a partir daí a liberdade pode levar os cidadãos de França a um futuro melhor.

Marianne, a musa alegórica

O título deixa claro, a mulher aqui representada é o ideal de liberdade. Mas, mesmo como figura alegórica, a mulher é mais do que isso: seu nome é Marianne, provavelmente o resultado da união de dois nomes muito comuns na França da época, Marie e Anne.


Curiosamente, 18 anos após a revolução, nasceu Marie Anne Hubertine, uma ativista francesa que lutava pela inserção das mulheres na política. Isso porque, embora a representação da liberdade fosse feminina, as mulheres ainda não podiam votar ou exercer cargos públicos – embora a figura feminina sempre tenha sido escolhida para representar a maioria das alegorias …


a liberdade guiando o povo | o ícone

Ainda hoje existem referências a esta pintura: no Brasil, onde moro, a pintura inspirou o rosto da nossa moeda, e ela é encontrada também em vários outros países. O seu rosto representa a República.

E mais: em 2008, o quadro foi escolhido como capa do CD da banda Coldplay – o grande CD Viva La Vida!

Capa do CD Viva La Vida

Além do cover, a banda de rock também produziu um clipe alternativo para a música título onde o vocalista representa um rei (talvez Carlos X?) E ele canta ” Eu governava o mundo, Eu me levantaria quando desse a palavra. Agora, pela manhã, durmo sozinho, varro as ruas que antes me pertenciam” enquanto vemos a foto de Delacroix o tempo todo.

Parece que a pintura romântica e o sonho do artista francês ainda podem nos inspirar até hoje.


Rute-Ferreira

Rute Ferreira

Sou professora de Arte, com formação em Teatro, História da Arte e Museologia. Também sou especialista em Educação à Distância e atuo na educação básica. Escrevo regularmente no blog do Citaliarestauro.com e na Dailyartmagazine.com.  Acredito firmemente que a história da arte é a verdadeira história da humanidade.

Da autora

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu