A universalidade bucólica de Beatrix Potter – “Era uma vez 4 coelhinhos…”

Newsletter

Beatrix Potter nasceu em Londres a 28 de Julho de 1866.

Conheça Beatrix Potter , a autora de algumas das mais fascinantes histórias e personagens infantis no artigo de Jessica Panazzolo.

“Era uma vez quatro coelhinhos. Eles se chamavam: Flocos, Flux, Rabo de Algodão e Pedro.”

Assim começa uma das mais belas e famosas histórias infantis, que atravessa o tempo e conquista crianças pelo mundo todo há mais de um século: Pedro Coelho. O universo de Pedro e seus irmãos saiu da mente brilhante de Beatrix Potter.

Nascida em Londres, em 1866, em uma família abastada, cujo pai era amante da fotografia – novidade na época – e a mãe da pintura, Beatrix era uma menina tímida que estudava em casa.

Passava as férias no campo e vivia rodeada de animais de estimação. Antes mesmo de saber ler e escrever, desenhava abelhas, libélulas e outros insetos. Seu gosto e talento pelas tintas chamou a atenção dos pais, que investiram na filha colocando-a em um curso de desenho.

Young_Beatrix

A jovem Beatrix segurando o cachorro de estimação

 

Com o passar do tempo, os desenhos ganharam contexto e Beatrix criou um mundo mágico em que patas, ratos, gatos, porcos, corujas e outros animais vivem aventuras, usam smoking, vão à padaria e interagem entre si.

Veja o caso da Pata Patrícia, por exemplo. Chocou os ovos de uma galinha e passou a ser seguida pelos pintinhos vestidos a rigor.

webSample-The-Tale-of-Peter-Rabbit

Pedro Coelho – De terninho azul, Pedro Coelho garantiu inúmeros travessuras na horta do Sr. Severino

 

 

Pata Patricia e Sr Raposao

Pata Patrícia e Sr. Raposão em ação em uma das histórias de Beatrix Potter

 

Beatrix era uma mulher múltipla e de vanguarda. Consagrou-se como escritora e ilustradora em 1902, quando Pedro Coelho foi publicado – depois da recusa de várias editoras -, mas também era especialista em fungos e defensora da natureza e dos recursos naturais, em uma época que a sociedade industrial e capitalista avançava a todo vapor.

Fungo Beatrix Potter

Como micologista, ou seja, especialista no estudo de fungos, Beatrix dedicou-se a registrar vários deles em suas aquarelas.

 

A criadora do universo bucólico que embalou a imaginação de crianças pelo mundo todo, casou-se aos 47 anos e, ironicamente, não teve filhos. Após sua morte, em 1943, foi publicado o diário da jovem Beatrix, “Beatrix Potter: A Journal”, relatando o olhar peculiar da menina tímida para tudo que a cercava.

Alguns de seus desenhos fazem parte da coleção do Victoria & Albert Museum, que está com uma exposição sobre a paixão da escritora pela mobília. Seu legado de respeito à natureza, à delicadeza e ao encantamento por meio da literatura infantil é preservado pela Beatrix Potter Society, uma fundação sem fins lucrativos que tem como objetivo garantir a integridade e o estudo da vida e da obra da autora.

Seus livros continuam sendo publicados em diversos países e sua herança se perpetua em cada pequeno leitor que nasce a partir de seus textos belos e suas imagens afáveis.

webchippendale-in-the-drawing-room-beatrix-potter-s-fascination-with-furniture_1920

A ilustração da gatinha de vestido azul faz parte da exposição do Victoria & Albert Museum, em Londres

Pode ter interesse nos nossos cursos e e-books

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu