Quais as representações da Via crucis

Newsletter

Uma forma de representação de Jesus na arte é a Via Crucis (por vezes, também chamada Via Sacra, Via Dolorosa, ou os Passos da Paixão).

Trata-se de um ciclo na vida de Jesus, que diz respeito ao caminho para o Calvário, depois de ter sido condenado.


Texto: Yolanda Silva, curso online Iconografia (Jesus e Maria).

Imagem de capaSepultamento de Jesus. Séc. XVI. Escultura na Igreja de Notre-Dame de Joinville, Haute-Marne, França. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sepultamento_de_Jesus#/media/File:S%C3%A9pulcre_Joinville_200908_02.jpg


Representação de Nosso Senhor dos Passos

Neste caso, Jesus é invocado como Nosso Senhor dos Passos (tendo esta sua representação uma iconografia específica) e é ainda uma veneração muito popular, que tem a sua expressão máxima nas procissões realizadas na Sexta-feira Santa (Procissão dos Passos ou Procissão do Encontro).

Aleijadinho senhor dos passos

Detalhe do Cristo carregando a Cruz, na Via Sacra de Congonhas. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Aleijadinho#/media/File:Aleijadinho_-_Senhor_dos_Passos.jpg

A Via crucis

A Via Crucis é, na sua essência, composta por uma série de representações (normalmente escultóricas ou em relevo) dos diversos momentos do caminho até ao Calvário por que Jesus passou.

A estes momentos chamam-se Estações e foi estabelecido, no século XVI, o número de quatorze (antes variavam entre sete e mais de trinta Estações). Em algumas representações surge uma décima quinta Estação, que é a da Ressurreição de Jesus.

As Estações podem ser representadas simplesmente por cruzes, dispostas ao longo das paredes laterais da nave, e distanciadas umas das outras por curtos espaços. Geralmente, as igrejas têm pequenas placas relevadas, com a representação de cada momento do caminho.

Convém mencionar, ainda que, algumas cidades têm mesmo pequenas capelas ou nichos ao longo da área urbana central (geralmente, a mais antiga), cada uma representando uma das Estações.

Esta tendência para a construção de capelas ao longo da cidade por onde a procissão haveria de passar, foi uma tendência barroca.

A tradição de fazer esta peregrinação pela Via Crucis surgiu com São Francisco de Assis, que o praticava no período da Quaresma, como forma de honrar a Paixão de Cristo. Desde a época medieval que se tornou parte da tradição católica.

Tipicamente, as Estações são as seguintes:

  1. A condenação de Jesus
  2. Jesus carrega a cruz
  3. Primeira queda de Jesus
  4. Jesus encontra a Mãe
  5. Simão Cireneu ajuda Jesus a carregar a cruz
  6. Veronica limpa o rosto de Jesus
  7. Segunda queda de Jesus
  8. Jesus encontra as mulheres de Jerusalém
  9. Terceira queda de Jesus
  10. Jesus despojado das suas vestes
  11. Crucificação: Jesus a ser pregado na cruz
  12. Jesus morre na cruz
  13. Deposição ou Lamentação
  14. O Enterro de Jesus

Saiba mais sobre análise de arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu