Quais as representações da Via crucis

Uma forma de representação de Jesus na arte é a Via Crucis (por vezes, também chamada Via Sacra, Via Dolorosa, ou os Passos da Paixão).

Trata-se de um ciclo na vida de Jesus, que diz respeito ao caminho para o Calvário, depois de ter sido condenado.


Texto: Yolanda Silva, curso online Iconografia (Jesus e Maria).

Imagem de capaSepultamento de Jesus. Séc. XVI. Escultura na Igreja de Notre-Dame de Joinville, Haute-Marne, França. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Sepultamento_de_Jesus#/media/File:S%C3%A9pulcre_Joinville_200908_02.jpg


Representação de Nosso Senhor dos Passos

Neste caso, Jesus é invocado como Nosso Senhor dos Passos (tendo esta sua representação uma iconografia específica) e é ainda uma veneração muito popular, que tem a sua expressão máxima nas procissões realizadas na Sexta-feira Santa (Procissão dos Passos ou Procissão do Encontro).

Aleijadinho senhor dos passos

Detalhe do Cristo carregando a Cruz, na Via Sacra de Congonhas. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Aleijadinho#/media/File:Aleijadinho_-_Senhor_dos_Passos.jpg

A Via crucis

A Via Crucis é, na sua essência, composta por uma série de representações (normalmente escultóricas ou em relevo) dos diversos momentos do caminho até ao Calvário por que Jesus passou.

A estes momentos chamam-se Estações e foi estabelecido, no século XVI, o número de quatorze (antes variavam entre sete e mais de trinta Estações). Em algumas representações surge uma décima quinta Estação, que é a da Ressurreição de Jesus.

As Estações podem ser representadas simplesmente por cruzes, dispostas ao longo das paredes laterais da nave, e distanciadas umas das outras por curtos espaços. Geralmente, as igrejas têm pequenas placas relevadas, com a representação de cada momento do caminho.

Convém mencionar, ainda que, algumas cidades têm mesmo pequenas capelas ou nichos ao longo da área urbana central (geralmente, a mais antiga), cada uma representando uma das Estações.

Esta tendência para a construção de capelas ao longo da cidade por onde a procissão haveria de passar, foi uma tendência barroca.

A tradição de fazer esta peregrinação pela Via Crucis surgiu com São Francisco de Assis, que o praticava no período da Quaresma, como forma de honrar a Paixão de Cristo. Desde a época medieval que se tornou parte da tradição católica.

Tipicamente, as Estações são as seguintes:

  1. A condenação de Jesus
  2. Jesus carrega a cruz
  3. Primeira queda de Jesus
  4. Jesus encontra a Mãe
  5. Simão Cireneu ajuda Jesus a carregar a cruz
  6. Veronica limpa o rosto de Jesus
  7. Segunda queda de Jesus
  8. Jesus encontra as mulheres de Jerusalém
  9. Terceira queda de Jesus
  10. Jesus despojado das suas vestes
  11. Crucificação: Jesus a ser pregado na cruz
  12. Jesus morre na cruz
  13. Deposição ou Lamentação
  14. O Enterro de Jesus

Saiba mais sobre análise de arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu