A pintura metafisica | o inconsciente e o onírico

Newsletter

Neste artigo conheça a pintura metafisica e os seus princípios.

Imagem de capa – Canto de Amor, de Giorgio de Chirico, 1914 (Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, EUA).

pintura metafisica ChiricoTexto – Yolanda Silva

Autora dos cursos online Pintura das Vanguardas artísticas

«Para que uma obra de arte seja verdadeiramente imortal, tem de sair por completo dos limites do humano, pois a inteligência normal e a lógica prejudicam-na.» 

(De Chirico – Carta de 1914)

Giorgio de Chirico e a pintura metafisica

A partir de 1911, o artista italiano Giorgio de Chirico começou a trabalhar numa vertente de pintura ligada ao inconsciente e ao mundo onírico, a que chamou de pintura metafisica .

Metafísica refere-se àquilo que está para além do físico.

Em filosofia, diz respeito ao conhecimento essencial das coisas, à busca daquilo que está para além do mundo real e visível.

Como movimento pictórico, a pintura metafisica enquadra-se habitualmente no intervalo entre 1916 e 1921, embora se encontrem obras posteriores. Foi um movimento originalmente pensado por Chirico e teve a sua expressão máxima, após a desilusão futurista, em 1916, quando os seus fundadores (Chirico, Carrà e Savinio) se encontraram no hospital militar de Ferrara, ainda em plena Primeira Guerra Mundial.

De Chirico Love Song

De Chirico – Love Song

De Chirico usou como base para as suas criações a pintura romântica (em especial, a do Simbolista suíço Arnold Böcklin) e os cenários arquitectónicos do classicismo italiano. Por 1916, De Chirico atingiu a sua melhor expressão, usando pontos de fuga acentuados, ambientes mágicos, intemporais e inquietantes.

A associação insólita de objectos em combinações ambíguas e o uso de sombras muito alongadas contribuem, na sua pintura, para a criação de enigmas e inquietudes.

«Todas as coisas têm dois aspectos: o habitual, que quase sempre vemos e que toda a gente vê, e o espiritual, metafísico, que só raros indivíduos são capazes de ver em momentos de clarividência e abstracção metafísica.» (De Chirico – Sull’arte metafísica, 1919, Roma).

Principais artistas

Giorgio de Chirico, Alberto Savinio (pseudónimo do irmão de Giorgio, Andrea de Chirico) e Carlo Carrà, os três principais nomes por detrás da pintura metafisica , fundaram este movimento baseando-se na cultura grega e na filosofia europeia da sua contemporaneidade: particularmente, Schopenhauer e Nietzsche, que dizem que «libertaram a arte». De Chirico fala de como Nietzsche conseguiu ver algo verdadeiramente novo:

«Uma poesia estranha e profunda, imensamente misteriosa e solitária, que nasce da sensação de uma tarde outonal, quando o tempo está claro e a sombra é mais extensa do que no Verão.» (De Chirico – Sull’arte metafísica, 1919, Roma)

A partir daqui, De Chirico dedica-se sobretudo a pintar a melancolia das praças italianas no Outono, inserindo nelas uma lógica que nos parece à partida arbitrária, mas em que, ao cabo de alguma observação, reconhecemos alguma coerência interna.

«Uma obra de arte deve conter algo que não aparece na sua forma exterior. Os objectos e figuras representadas nela, como que poeticamente, devem falar-nos de algo que está muito longe deles e que as suas formas materiais escondem também de nós.» (De Chirico – Sull’arte metafísica, 1919, Roma)


Conheça a Fundação Giorgio e Isa de Chirico.

Pode ter interesse

Yolanda Silva

Yolanda Silva

Tem formação em História da Arte (Faculdade de Letras da Universidade do Porto). O seu percurso levou-a a trabalhar no Arquivo Histórico Municipal do Porto e no Museu do ISEP, no âmbito do inventário e conservação de coleções de Fotografia. Andou pelo mundo dos antiquários e pelo turismo, até que se tornou formadora, dedicando-se às áreas de História da Arte, Iconografia e Conservação de Fotografia. Trabalha atualmente no Departamento de Cultura da Câmara Municipal do Porto, no âmbito do Património. Tem diversos trabalhos escritos / publicados nas áreas da História da Arte, Iconografia e Conservação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu