onde surgiu a arte? a arte rupestre e as origens da humanidade

A resposta à questão onde surgiu a arte está intimamente relacionada com a própria origem da humanidade.

Durante muito tempo, pensou-se que seriam as pinturas nas grutas de Lascaux na França – que datam de há cerca de 35,000 anos atrás e foram descobertas por acidente no século XIX – as mais antigas do mundo. Recentes avanços científicos mostram que a humanidade, bem como a arte, surgiram há muito mais tempo e noutras paragens.


Junte-se a nós e descubra onde surgiu a arte neste artigo de Manuela Tenreiro, extraido do curso Arte Africana.


a arte rupestre

Petroglifo, Período Bubalus,

Petroglifo

 

Há centenas de milhares de anos no continente Africano, os nossos ancestrais mais remotos começaram a registar nas rochas e pedras, por meio de pinturas (pictogramas) e gravuras (petróglifos), a sua história, o seu dia-a-dia, o mundo que os rodeava e a sua espiritualidade. Desde o século XIX, a pintura rupestre tem sido essencial na reconstrução do cenário das origens da humanidade. Tenta-se desde então perceber onde surgiu a arte e quais as suas primeiras manifestações.

Durante muito tempo, pensou-se que seriam as pinturas nas grutas de Lascaux na França – que datam de há cerca de 35,000 anos atrás e foram descobertas por acidente no século XIX – as mais antigas do mundo. Tal como se pensou um dia que a evolução humana tivesse origens multirregionais, ou seja, que as migrações para fora do continente Africano tivessem ocorrido muito anteriormente ao desenvolvimento do Homo Sapiens pelo que em cada continente a humanidade tivesse evoluído em isolamento dos outros.

Mas nas últimas décadas, avanços científicos nas áreas da paleoantropologia, da genética e da arqueologia não só colocam na África a origem da humanidade, como a origem da própria arte, revelando ainda que tanto a humanidade como a arte podem ter uma longevidade maior do que se pensava anteriormente.

quando surgiu a humanidade

Resumidamente, até muito recentemente, as investigações científicas colocavam o aparecimento do humano moderno no Vale da Grande Fenda na África Oriental, atuais Quénia e Tanzânia, há cerca de 200,000 anos atrás. Antes de prosseguir, é necessário frisar a cautela necessária a ter com estas datas. São estimativas médias que variam em dezenas de milhar de anos para mais e para menos, pelo que encontramos autores que colocam este acontecimento em 150,000 anos atrás por exemplo. Porém, estas datas estão em constante revisão, e a descoberta em 2017 de vestígios de Homo Sapiens numa gruta da costa atlântica marroquina, que os paleo-antropólogos dataram de há 300,000 anos atrás, veio agora pôr em cheque o consenso científico estabelecido.

Apesar disso, todos concordam que investigações mais profundas precisam de ser feitas antes de atualizarmos os compêndios de história.

as migrações humanas

Quanto às migrações humanas que espalharam os nossos antepassados mais longínquos, numa primeira fase por toda a extensão do continente Africano, e depois para fora de África, foi o campo da genética que proporcionou o atual consenso entre cientistas, a chamada hipótese da origem única. A humanidade descende inteiramente de um único e reduzido grupo de Homo Sapiens que há cerca de 70,000 anos atrás se aventurou pelo “Portão das Lágrimas” (Bab-el-Mandeb em Árabe) aproveitando um período de redução extrema do nível do mar na foz do Mar Vermelho, que une os atuais estados da Eritreia e do Iémen. A partir desse ponto, a humanidade espalhar-se-ia pelo mundo.

migrações onde surgiu a arte

Map of Human Migrations
Fonte: https://genographic.nationalgeographic.com/human-journey/

onde surgiu a arte | África

Esta interdisciplinaridade tem permitido reconstruir a história da antiguidade Africana, que é como dizer a história da antiguidade humana. Por todo o tempo, e foram várias dezenas de milhar de anos, que o Homo Sapiens habitou apenas na África, a humanidade desenvolveu todas as habilidades e capacidades que nos caracterizam enquanto humanos hoje. Desenvolveu ferramentas utilitárias, constituiu sociedades, desenvolveu capacidades cognitivas de interação, interpretação e expressão simbólica, e assim inventou a arte.

onde surgiu a arte | Gruta de Blombos

A África possui centenas de tradições em arte rupestre espalhadas por todo o continente. É uma tradição que foi, e surpreendentemente ainda é, praticada não apenas por grupos de caçadores-coletores, mas também por grupos semi-sedentarizados de pastores e agricultores. E pelo que revelam as últimas descobertas arqueológicas, tudo teve origem na África do Sul, entre 70,000 e 100,000 anos atrás, numa gruta voltada para o Oceano Índico, a leste do que muitos séculos mais tarde ficaria conhecido como Cabo da Boa Esperança.

Conheça o local onde surgiu a arte e o primeiro estúdio artístico da humanidade.



Dê a sua opinião:

Pensa que novas descobertas cientificas podem revelar mais sobre a questão onde surgiu a arte e há quanto tempo?

Manuela Tenreiro

Doutorada em História da Arte pela School of Oriental and African Studies, linha de pesquisa em Artes e Culturas da Diáspora Africana (2008). Estudou artes visuais e fotografia em São Francisco onde atuou como mediadora no mural Pan-American Unity de Diego Rivera. No Brasil, onde residiu entre 2008 e 2017, criou e editou a publicação cultural bilíngue conTRAmare (2013-2018), e colaborou em projetos editoriais, de arte educação, redação, tradução e pesquisa histórica. No Rio de Janeiro frequentou o Curso de Tradução Literária DBB e o Programa Avançado de Cultura Contemporânea na UFRJ. Em Lisboa desenvolve projetos de tradução, escrita e educação nas áreas de história da arte e das culturas da diáspora africana, vindo também a dedicar-se à aprendizagem de ferramentas para a execução de projetos na área das humanidades digitais.

Arte africana – da arte rupestre à época moderna

No curso ficará a conhecer a história da arte africana começando pela arte rupestre e aquelas que são consideradas as primeiras manifestações artísticas da humanidade até à época moderna e à influência da arte africana nas movimentos artísticos de vanguarda europeus.

2 Comentários. Leave new

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu