o que é mitologia? | qual a diferença entre mito e religião ?

Neste artigo vamos tentar entender o que é mitologia e qual a diferença entre mito e religião.

Vamos apoiar-nos em alguns exemplos da mitologia greco romana pela grande influência que tem na cultura ocidental.


Para abordar o tema o que é mitologia vamos ver o texto de Yolanda Silva, autora do curso online Mitologia Greco Romana.


Mito e religião

do dicionário:

 Mito – substantivo masculino que pode significar:

1.       Personagemfacto ou particularidade quenão tendo sido realsimboliza não obstante uma generalidade que se deve admitir.

2.       Coisa ou pessoa que não existemas que se supõe real

3.       Coisa  possível por hipótesequimera.

 

Religião – substantivo feminino que pode significar:

1.       Culto prestado à divindade.

2.       Doutrina ou crença religiosa.

3.       O que é considerado como um dever sagrado.

4.       Comunidade religiosa que segue a regra do seu fundador ou reformador.

o que é mitologia

Portanto, e resumindo:

A religião pressupõe o seguimento de determinados preceitos, rituais e práticas com o propósito de estabelecer um vínculo de espiritualidade.

A mitologia e, mais especificamente, os mitos propõem-nos todo um conjunto de personagens e eventos geralmente ficcionados, que eram tanto inventados por poetas como pelos anciãos de determinadas tribos, com o fim de criar (e/ou reforçar) crenças e, de certa maneira, explicar os mistérios da vida.

mitologia greco romana

Quando refletimos sobre o que é mitologia somos levados a olhar para a mitologia greco romana uma vez que:

  • A mitologia greco-romana é um dos pilares culturais mais notavelmente importantes, tanto nas letras, como nas artes figurativas. A par com as Sagradas Escrituras, os textos dos poetas clássicos, como Homero ou Píndaro, assim como a recolha da tradição oral feita pelo romano Pausânias, mostraram-se determinantes na formação da cultura europeia.
  • Ainda que a produção artística de inspiração clássica tenha sido suprimida durante o período inicial do Cristianismo, a partir do Renascimento retoma o papel de principal influenciador das artes e literatura.
  • Por outro lado, os mitos, funcionando como arquétipos, acabarão por estar sempre presentes no nosso quotidiano.

Na Grécia as crianças eram educadas de acordo com a mitologia, aprendendo que cada profissão poderia ter o seu deus protector. Aprendiam que haveria uma genealogia que ligava famílias aristocráticas a linhagens divinas e que cada fenómeno natural tinha origem numa criatura ou deus específico. E, do mesmo modo, na religião romana, acontecia o mesmo.

Pode ter interesse no artigo “Os 12 deuses do Olimpo“.

Cada geração criava novos mitos, servindo, assim, estas histórias como uma forma de propaganda.

Quer conhecer os deuses gregos e seus correspondentes romanos? Carregue para ler o artigo.

Culto aos heróis

A par com o culto dos deuses, havia, ainda, o culto aos heróis, estes eram intermediários entre os homens e os deuses, embora não tivessem túmulos grandiosos, nem templos onde prestar culto.

Pode ter interesse no artigo “guerra de Troia | os heróis, os episódios e como são representados na arte”.

Cultos familiares

Na Grécia e em Roma, havia ainda os cultos familiares. Estes consistiam na crença de diversas divindades que protegiam e velavam sobre cada família e os seus pertences.


Programa do curso mitologia grega romana

Para um conhecimento mais completo sobre o que e mitologia .

1 – Introdução às religiões grega e romana

  • Entre Mito e Religião
  • Fontes literárias para o estudo da Mitologia Greco-romana
  • Três gerações de divindades gregas
  • A fundação lendária de Roma
  • Os cultos familiares romanos

2 – Principais divindades greco-romanas

  • A Teogonia
  • Começando do início…
  • 1ª Geração
  • 2ª Geração
  • 3ª Geração
  • Festividades Gregas
  • Singularidades da religião romana
  • A Organização do Panteão Romano
  • O Culto ao Imperador

3 – Principais heróis da mitologia greco-romana

  • Era dos Heróis na Grécia
  • Heróis Gregos
  • A Argonáutica de Apolodoro de Rodes
  • A Guerra de Troia
  • A Fundação de Roma
  • Outros mitos associados à formação da península itálica

4 – Outras representações iconográficas: os monstros e outras criaturas lendárias

  • Seres lendários
  • A Origem dos Monstros na Grécia Antiga
  • Animais mitológicos, Colossos e Tribos lendárias
  • Lendas romanas

Mitologia grega e romana

curso online

1 Comentário. Leave new

  • Não é assim tão simples como o fazem soar. Pensem no seguinte – se a Mitologia e a Religião fossem mesmo entidades distintas, porque razão é que já não são venerados os deuses gregos? Ou, virando um pouco a questão, como é possível que tenham sido venerados no passado? Se fossem categorias totalmente distintas, como o fazem soar ali em cima, ou teriam sido sempre mitos, ou jamais deixariam de ser uma religião…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu