Conheça os episódios da vida de maria mais representados na arte

Neste artigo conheça os episódios da vida de maria mais representados nas obras de arte. Qual a sua iconografia e símbolos associados.

Contém um vídeo explicativo.


Texto: Yolanda Silva, excerto do curso online Iconografia (Jesus e Maria).

Imagem de capa: Casamento da Virgem, Giotto, Capela Scrovegni, Pádua.


A doutrina mariana

A doutrina mariana está baseada nos poucos dados que prevaleceram dos textos canónicos.

Foi nela que Deus encarnou para se fazer Homem, sendo ela a prova da Incarnação.

Foi mãe sem o acto da concepção, e manteve a sua virgindade toda a sua vida, sendo, por isso, designada de Imaculada.

E foi levada ao Céu, para junto de Deus, como recompensa de ter vivido uma vida pura e dedicada a servir a religião.

Fontes da vida de maria

O nascimento e a infância de Maria não estão narrados em nenhum dos Evangelhos do Novo Testamento.

Há apenas alguns registos bastante sintéticos dos primeiros anos de vida da Virgem no Evangelho de Lucas.

As únicas fontes nas quais nos os artistas se podem para representar esta parte da vida de Maria são os textos Apócrifos, nomeadamente:

  • Evangelho de Pseudo-Mateus (Libellus Nativitate Sanctae Mariae, ou Livro do Nascimento de Maria).
  • Proto Evangelho de Tiago (ou Evangelho da Infância de Tiago).
  • E o Transitus Mariae.

Principais episódios da vida de maria

De uma forma geral, os episódios relevantes da vida de Maria são os que se seguem:

  1. Abraço na Porta Dourada, que narra o momento da concepção milagrosa da virgem Maria.
  2. Nascimento da Virgem.
  3. Apresentação de Maria ao Templo de Jerusalém, que trata o momento em que ela é entregue ao Templo para ali ser criada.
  4. O Casamento da Virgem, ou os Esponsais da Virgem (geralmente, figura o momento do milagre da cana florida e/ou o momento do casamento).
  5. A Anunciação, uma das representações religiosas mais importantes e, portanto, mais frequentes de toda a iconografia mariana – o momento em que o arcanjo Gabriel anuncia a Maria que foi escolhida para ser mãe do Salvador.
  6. A Visitação, frequentemente associada à Anunciação.
  7. A Assunção, cena muitas vezes associada à Coroação da Virgem, por Deus.

Por vezes, faz-se representar também os Sete Passos de Maria, uma cena rara na iconografia Ocidental e mais frequente na Bizantina.

Este é um episódio da sua infância em que se conta que, com apenas seis meses de idade, Ana colocou Maria de pé, para ver se esta andava e que Maria deu sete passos até ao colo da mãe. Ana percebe, então, como Maria é realmente uma dádiva divina e, em sequência, Maria será enviada para o Templo de Jerusalém para lá ser educada.

A mensagem que se pretende passar é mesmo esta: uma prova de mérito e dignidade daquela que será a mãe de Jesus, incutindo no fiel que observa o exemplo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu