Queremos cantar o amor ao perigo… Manifesto Futurista de 1909

Newsletter

«Queremos cantar o amor ao perigo, a prática da energia e da temeridade». 

Em 1909, o jornal parisiense Le Figaro publicou o Primeiro Manifesto Futurista, da autoria de Filippo Tommaso Marinetti, um texto que viria a tornar-se a linha-guia do movimento.

manifesto do futurismoImagem de capa: Capa do Manifesto dos pintores futuristas. 

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Manifesti_del_futurismo.jpg

O escritor e poeta italiano organizou diversas conferências em que apresentou as suas ideias, conquistando militantes não apenas em Itália – onde o movimento é mais conhecido; mas também na Rússia, Inglaterra e um pouco por toda a Europa.

Conheça o manifesto futurista e as suas repercursões neste artigo de Yolanda Silva, do curso online Pintura das Primeiras Vanguardas 1. 

O manifesto Futurista

Marinetti propunha uma nova poética de combate a qualquer forma ligada à tradição, fazendo a exaltação primeiras vanguardas banner 2da Civilização Industrial – com tudo o que ela comportava:

«Um automóvel de corrida com o seu adorno de grossos tubos semelhantes a serpentes de hálito explosivo, um automóvel rugidor que parece correr sobre metralha, é mais bonito que a Vitória de Samotrácia.»

(Marinetti)

Pode ler aqui ou descarregar em Pdf o Manifesto Futurista.

A arte futurista

Em 1910, é publicado o Manifesto dos Pintores Futuristas subscrito pelos pintores Umberto Boccioni, Carlo Carrà, Gino Severini, Giacomo Balla e Luigi Russolo.

Neste, propõem igualmente lutar contra a tradição artística, e inclusivamente contra o próprio Cubismo, fazendo a apologia da máquina, da velocidade, da luz e da sensação dinâmica.

Podemos afirmar que as pretensões do futurismo italiano se resumem nos seguintes aspectos:

  • A libertação e exaltação de energias;
  • A reflexão absolutamente apaixonada da vida moderna;
  • A exaltação do Presente, da velocidade e das formas mecânicas produzidas pela Civilização Humana;
  • A expressão dos estados de alma simultâneos numa obra de arte.

«O gesto que queremos reproduzir […] não será mais um determinado instante da dinâmica universal. Será […] a própria sensação dinâmica […].» 

(Manifesto dos Pintores Futuristas)

O Futurismo constrói-se sobre a premissa da sensação de dinamismo, da ousadia e da revolta. É um movimento de rebelião activa, que pretendia a afirmação da energia da Modernidade. Tanto que defendiam a destruição dos Museus, como repositórios da antiguidade que os repulsava!

Podemos afirmar que, em termos de paixão, se aproximam aos Expressionistas, mas visualmente são mais semelhantes aos Cubistas.

No entanto, como já mencionado antes, combatem vigorosamente o Cubismo, desagradados pelo estatismo visual das suas formas.

Será por esta razão que recorrem a temáticas envolvendo a velocidade e o dinamismo, expressando a sua ânsia constante de mudança e progresso.

Assim, quando falamos de arte futurista, faz-se referência a três elementos-chave caracterizadores da sua plástica:

Futurismo esquema de caraterísticas


Neste vídeo fique a conhecer em que consistiu o futurismo: técnicas, caraterísticas e artistas.


Fique a conhecer os movimentos e artistas que mudaram o rumo da pintura contemporânea,  do pós impressionismo ao abstracionismo . 

Através destes 3 cursos entre no fascinante percurso da rupturas e vanguardas artísticas: 

Pós Impressionismo

Fauvismo

Expressionismo

Cubismo

Futurismo

Movimento Dada

Surrealismo

Pintura Metafísica

Abstraccionismo

Aprenda mais sobre história da arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu