A História oral | Disciplina da História

Newsletter

A História oral como disciplina da História

De acordo com o historiador Paul Thompson, a História Oral foi o primeiro tipo de História.

Autora: Yolanda Silva

Durante séculos as fontes orais eram usadas como a única maneira de transmitir a história dos antepassados. No século V a.C., o historiador grego Tucídides transpõe para a palavra escrita os relatos da Guerra do Peloponeso, representando um dos primeiros e mais notáveis exemplos da importância do registo das tradições e histórias passadas de geração para geração.

Contudo, a disseminação da palavra impressa obscura a palavra falada. As práticas historiográficas reduzem a importância das fontes orais, o que resulta igualmente na redução da significância dos testemunhos orais. Alguns autores ao longo da História fazem por expressar o seu interesse na tradição oral, estudando crenças e costumes, de onde resultam produções literárias como o Romanceiro e Cancioneiro Geral de Almeida Garrett (datado de meados do século XIX).  

Pelos meados do século XX, historiadores e arquivistas lançam as primeiras iniciativas dentro de algumas universidades e sociedades históricas, pesquisando e recolhendo testemunhos de folclore local, que, em muitos casos, incluíam aspectos relativos ao próprio desenvolvimento da língua.

Emerge, assim, uma nova disciplina dentro da História. 

 

História oral (1)

Conheça o curso Online

História Oral

 Subscreva a nossa newsletter

E receba informação atualizada sobre temas de história da arte e valorização do património.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu