Helio Oiticica e a desintelectualização da arte

Conheça Helio Oiticica um dos mais marcantes artistas brasileiros do Sec. XX.


Visite a exposição virtual do MASP (Museu de Arte de São Paulo) : Helio Oiticica – a dança na minha experiência. Ir para a página da exposição.

Para conhecer o projeto do Museu de São Paulo leia o artigo: “Lina Bo Bardi e o Museu de São Paulo”.

Fonte das imagens: Wikiart.org


Definindo sua própria arte como arte ambiental, Hélio Oiticica estimula a percepção não apenas visual, mas sensorial do espectador. Ao fazê-lo, o espectador se torna co-autor no processo de criação estética. Nada mais coerente com o pensar do artista, que buscava democratizar a arte brasileira, aproximando o popular e o erudito.


Helio Oiticica (1937-1980)

Helio Oiticica

Hélio Oiticica, nascido no Rio de Janeiro, começa a estudar arte em 1954 e já no ano seguinte se dedica à pintura de formas geométricas em guache sobre cartão, estética que será uma de suas principais marcas.

A partir daí, o artista começa a produzir obras em série com essa técnica e a participar de exposições tanto no Brasil como em outros países.

Hélio participa, junto com Lygia Clark e Ferreira Gullar, do movimento neoconcretista no Brasil. Passa a produzir não só em cartão, mas em outros suportes menos tradicionais, como compensados. Mas é nos anos 60 que Oiticica vai produzir seus trabalhos mais marcantes, como os bólides, caixas de diferentes materiais, que precisavam ser tateadas, tocadas, manipuladas.

o parangolé

Segundo Antônio Cícero, o parangolé é uma espécie de capa, “que não desfralda totalmente seus tons, cores, formas, texturas, grafismos ou as impregnações de seus suportes materiais (pano, borracha, tinta, papel, vidro, cola, plástico, corda, esteira) senão a partir dos movimentos – da dança – de alguém que a vista”.

Para o artista, o parangolé surge da necessidade da livre expressão, da desintelectualização da arte e estética e da desinibição intelectual, sendo assim, a anti arte por excelência. Hélio continuou produzindo em vários campos artísticos, como cinema e fotografia, até ter sua vida interrompida por um AVC em 1980.


Visita guiada à exposição do MASP

null
História da arte no Brasil
Conheça a história da arte no Brasil da arte
rupestre até à arte contemporânea
Ver o curso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fill out this field
Fill out this field
Por favor insira um endereço de email válido.
You need to agree with the terms to proceed

Newsletter

Menu