Classificação dos materiais têxteis

As fibras têxteis

As fibras têxteis podem ser classificadas como naturais ou não naturais. As fibras naturais são aquelas que provêm da natureza, e podem ser de origem animal, como a lã e seda, de origem vegetal como o algodão e o linho, e de origem mineral. As fibras não naturais são as fabricadas quimicamente pelo homem.

Em termos de cronologia as primeiras fibras a serem utilizadas pelo homem foram as fibras obtidas pela tosquia dos pêlos de animais, como é o caso da lã, e o linho este já de origem vegetal.

Como referência histórica, em termos de comercialização, a fibra de Viscose foi a primeira fibra não natural a ser produzida, tentando imitar o processo do Bicho da Seda (daí o nome de seda artificial). Hoje em dia, são conhecidas várias fibras não naturais, cada uma com características próprias e em função da sua utilização.

Na maior parte das obras de arte com material têxtil, as fibras mais utilizadas são a lã, a seda, o linho e o algodão. Vai depender das origens da peça, da cultura do povo que a executa, bem como da finalidade pretendida para a mesma. (Ver Parte – Obras de Arte com Têxteis).

As fibras têxteis são classificadas de acordo com o seguinte esquema:

Classificação dos materiais têxteis

Conheça algumas fibras naturais

O algodão

O algodão é a fibra têxtil mais conhecida e a mais utilizada, tanto em 100% de composição como em mistura com outras fibras, naturais ou sintéticas.
A colheita do algodão pode ser efetuada mecanicamente (países mais industrializados), ou manualmente.

Conheça a história do algodão

O linho

O linho é uma planta herbácea que chega a atingir um metro de altura. Pertence à família das lináceas. A planta dura um ano e é semeada logo no início da primavera em climas temperados e tem um período de crescimento de aproximadamente cem dias. Compõe-se basicamente de uma substância fibrosa, da qual se extraem as fibras longas para a fabricação de tecidos e de uma substância lenhosa.

A importância do linho remonta 2500 anos a.C. Esta é mencionada no Antigo Testamento, pois as cortinas e o Véu do Tabernáculo e as Vestes de Arão como oficiante eram em “linho fino retorcido”, tal como a túnica de Cristo que era também de linho sem costuras.

Conheça o Ciclo do Linho e a sua forma de produção artesanal

A lã

Dá-se o nome de lã ao revestimento piloso natural dos ovinos. Os pêlos que constituem a lã crescem da epiderme do animal e são mais ou menos curtos, finos e ondulados. São estas as características que irão definir a qualidade do tipo de lã. Determinados animais como o carneiro de raça merino ou a cabra cachemira dão origem a lãs consideradas de melhor qualidade.
Cada fibra é constituída por uma ponta, um eixo e uma raiz. A ponta só existe nas fibras de primeira tosquia. A raiz é constituída por um bolbo que é mais tenro que o caule e onde as células estão em desenvolvimento.
A forma da fibra da lã é mais ou menos cilíndrica e ondulada.
Conheça o ciclo da lã no seu processo artesanal

A seda

seda é uma fibra proteica . Obtém-se a partir dos casulos do bicho-da-seda.
A fibra da seda continua a ser considerada uma fibra nobre, devido às suas características e grande valor comercial.
É uma fibra longa, sedosa e com brilho, tornando as peças elegantes. Tem uma aparência cintilante, devido à estrutura triangular da fibra, parecida com um prisma, que refrata a luz.

Acredita-se que os chineses começaram a produzir seda por volta do ano 2700 a.C.. A seda era considerada a mais valiosa mercadoria da China e gerou a famosa rota da Seda, a mais importante rota comercial da época.

Conheça o ciclo de produção da seda e um pouco da sua história

Os artigos têxteis podem ser compostos por uma só fibra (100%=homogénea) ou podem ser compostas por mais do que uma fibra (mistura de fibras). Neste caso a sua composição vai depender da finalidade da peça e das propriedades que se espera dela, em função do seu desempenho. É comum misturar as fibras de acordo com as necessidades das suas características em função do produto final.

Os fios têxteis

Os fios são formados por torção das fibras têxteis; podem ser singelos (1 cabo) ou compostos por vários cabos. A sua composição e o tipo de torção, vão-lhe dar maior ou menor resistência.

Os fios podem ser compostos por uma só fibra (100%), ou podem conter mistura de duas ou mais fibras.

Os Tecidos/Malhas

O tecido é um material têxtil que resulta do cruzamento de dois sistemas de fios: os fios de Teia e os fios de Trama – arte da tecelagem. É este cruzamento que vai dar origem à estrutura do tecido de acordo com o ponto pretendido.

A urdidura, é a montagem dos fios de teia no tear, e é a base para  a fabricação de um tecido. Os fios de trama, ou a trama, é depois inserida por passagens sucessivas entre os fios de teia, fazendo o cruzamento destes dois sistemas de fios.

Na maior parte das peças, no caso das tapeçarias, é comum a urdidura ser de algodão e a trama ser de lã e/ou seda. No entanto tal vai depender do tipo de peça em questão, do país, das carcterísticas da mesma, dos traços culturais e da sua utilização – fim mais nobre ou bem utilitário.

No caso das vestes religiosas, por exemplo, são feitas com fios nobres como fios de seda e muitas delas são depois adornadas com fios brilhantes para conceder a riqueza e o aspeto desejado (é o caso da utilização de fios de ouro e prata).

Tipos de tecelagem

Tafetá

tafetá
 Esta é a estrutura mais simples, onde os fios da trama passam alternadamente sobre e sob os fios da teia. Este tipo de tecido não tem tecido nem avesso.

 Sarja

sarja
Uma das estruturas fundamentais em que o fio da trama passa no mínimo sobre dois fios da teia e no máximo sobre quatro. Em cada nova passagem a trama avança uma unidade para a direita ou para a esquerda, formando uma estria em diagonal.

Espiguinha ou Espinha de Peixe

espinha de peixe1
É uma variante da sarja, em que as linhas de entre cruzamento, são formadas por dois grupos de fios da urdidura e duas passagens da trama, dispostos em sentido inverso. A sua denominação deve-se ao facto de a disposição dos fios recordar a das espigas de uma planta.

Malha

malha

A malha que resulta da formação de laçadas.

 

Programa do curso conservação preventiva de têxteis